CONSTRUÇÕES DE GÊNERO DAS MULHERES/MÃES NEGRAS NO CONTEXTO DA VIOLÊNCIA POLICIAL CONTRA ADOLESCENTES E JOVENS

  • Rosângela Araújo
  • Maria Marta Argolo

Resumo

O projeto objetiva investigar construções de gênero de mulheres que, vivendo em contextos de violência contra a juventude negra, praticada pela Policia Militar, foram vitimadas pelas perdas de seus filhos. Tomando como sujeitos mulheres/mães moradoras das periferias, lugares sob constante intervenção do Estado, através da Policia Militar, o projeto propõe examinar as experiências dessas mulheres considerando as representações sociais forjadas no racismo, sexismo e marginalização. A Bahia ocupa o terceiro lugar no ranking nacional de crimes praticados pela polícia militar contra jovens negros. Ancorada no aporte construído pelas teóricas feministas, a pesquisa toma gênero como categoria, princípio organizador das relações sociais, buscando as suas articulações com os fatores como raça, classe, sexo e etc. A violência contra a juventude forjada nas representações sociais se configura em opressão contra mulheres. Neste estudo tomo interseccionalidadecomo categoria de análise e proponho examinar como relações de poder se configuram no interior do Estado penal.

 

Biografia do Autor

Rosângela Araújo
Professora Doutora da Faculdade de Educação e do Bacharelado de Estudos de Gênero e Diversidade -BEGD/NEIM da Universidade Federal da Bahia - Faced/UFBA. Pesquisadora nos grupos de pesquisa: A Cor da Bahia (Programa de Pesquisa e Formação em Relações Raciais), Cultura e Identidade Negra na Bahia (UFBA), Rede Cooperativa de Pesquisa e Intervenção em Informação, Currículo e Trabalho/Redpect (UFBA) e Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM/UFBA). Professora do Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar de Difusão do Conhecimento/DMMDC-UFBA.
Maria Marta Argolo

Professora da Rede Publica

Mestranda no Nucleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher

Publicado
2018-03-23