O conto de aia

o sufocamento do feminismo e a vitória do patriarcalismo no futuro distópico de Margaret Atwood

  • Elis Regina Fernandes Alves UFAM
  • Danielle Fabrício dos Santos UFAM

Resumo

Analisou-se o romance distópico O conto de aia, de Margaret Atwood, publicado em 1985, observando-se a fragilidade das conquistas do feminismo. A protagonista perde todos os seus direitos e transforma-se em uma mera reprodutora. A análise foca na constante necessidade de lutas feministas pelos direitos das mulheres, evidenciando como a protagonista ainda tenta subverter sua situação em pequenos atos de resistência. Esta análise contou com a aporte teórico de Alves e Pitanguy (1985), Michelle Perrot (2019), Mary Wollstonecraft (2016), dentre outras. Quanto ao movimento feminista na literatura, foram utilizadas obras de Simone de Beauvoir (2019), Elaine Showalter (2014), Kate Millett (1970). A análise revela que essa personagem vive no futuro distópico em que houve uma regressão das conquistas feministas que foram sufocadas, levando à vitória do patriarcalismo que impõe nas mulheres estilos de vida arcaicos, baseados fortemente em um teor religioso e fanático. A obra evidencia que, como já apontava Simone de Beauvoir, os direitos das mulheres nunca estarão seguros, portanto é imprescindível que todos tenham esta consciência e as lutas feministas continuem de forma constante.

Biografia do Autor

Elis Regina Fernandes Alves, UFAM

Possui graduação em Letras- Língua Inglesa e Língua Portuguesa- pela UEM- Universidade Estadual de Maringá (2003), mestrado em Letras pela mesma Universidade (2007), e doutorado em Letras pela UNESP de São José do Rio Preto (2018). É professora adjunta da Universidade Federal do Amazonas- UFAM, no curso de Letras- Língua e Literaturas Portuguesa e Inglesa no IEAA- Instituto de educação, agricultura e ambiente da cidade de Humaitá- AM. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura de Língua Inglesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura pós colonial; feminismo, escravidão, memória. Leciona as disciplinas de Literaturas Inglesa e Norte Americana, Língua Inglesa, TCC e Estágio. Atualmente, é coordenadora do Curso de Letras- Línguas Inglesa e Portuguesa do IEAA- UFAM.

Danielle Fabrício dos Santos, UFAM

Discente do Curso de Letras- Português e Inglês da UFAM0- Universidade Federal do Amazonas, no IEAA- Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente de Humaitá- Amazonas. Aluna bolsista de PIBIC.

Publicado
2021-08-31
Seção
Artigos vários