RESISTÊNCIA NEGRA NA BAHIA DO SÉCULO XIX NOS ESCRITOS DE JOÃO JOSÉ REIS

  • Valéria Amim Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
  • Lismar Lucas Santos dos Reis Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Resumo

Objetiva-se discutir questões relacionadas ao negro e seus processos de resistência na Bahia do Século XIX, apresentadas sob a ótica do historiador João José Reis, um dos maiores estudiosos no que se refere ao cotidiano da população escravizada, sua capacidade de negociar, de se mobilizar e de se expressar segundo seus valores religiosos e culturais. Utilizando-se de fragmentos de algumas obras do historiador, pretendeu-se descrever alguns aspectos fundamentais que são perceptíveis sobre sua linha de pesquisa, suas influências, sua linguagem, seus posicionamentos políticos e éticos que o tornaram reconhecido mundialmente pela historiografia e ganhador de diversos prêmios.

Palavras-chave: Representação; Escravidão; Resistência- negra.

Biografia do Autor

Valéria Amim, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Doutora em Cultura e Sociedade pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia - UFBA, Salvador, BA. Professora plena do Curso de Comunicação Social no Departamento de Letras e Artes - DLA da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Ilhéus, BA. Pesquisadora do Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais – KÀWÉ/NEABs da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC. Coordenadora do projeto de pesquisa "A Tradição Religiosa dos Ijexás no Sul da Bahia" aprovado pelo CNPq.

Lismar Lucas Santos dos Reis, Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC

Graduando em História (Licenciatura) pela Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Ilhéus, BA. Bolsista de Iniciação Científica no projeto de pesquisa "As interfaces entre as práticas religiosas e as manifestações culturais: os quilombos de Itacaré, BA" no Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais – KÀWÉ/NEABs da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC.

Publicado
2020-03-21
Seção
Artigos vários