Atos de fala e Argumentação: um debate entre uma companhia transnacional (Repsol) e ativistas em um site

  • Esperanza Morales-López Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Análise do Discurso Corporativo. Argumentação. Estratégias Afiliativas. Conflito de Frames.

Resumo

Este artigo é parte de um amplo projeto de pesquisa que tem por objetivo a análise qualitativa de uma variedade de estratégias usadas em discursos corporativos de conflito. Este trabalho dá foco, em particular, a dados que revelam um confrontamento ideológico entre as partes, uma área pouco explorada no campo da análise do discurso corporativo. Os dados mencionados provêm de discussões entre uma companhia multinacional de petróleo e uma ONG acerca da atuação da primeira em uma zona de extração habitada por comunidades indígenas. A análise das estratégias discursivo-argumentativas utilizadas apresenta uma aparente atitude cooperativa entre as partes. Entretanto, uma análise pragmático-argumentativa mais detalhada acerca da principal estratégia utilizada pelos participantes (a estratégia afiliativa) em relação a outros recursos argumentativos e a sua intertextualidade com a informação postada nos sites das partes revela que o sentido construído representa um (não-resolvido) conflito entre dois frames cognitivos ou visões de mundo. A fim de explicar esse fato, acreditamos que a anállise discursivo-argumentativa deva ser complementada com um nível cognitivo que dá conta de um nível mais complexo de significação. De uma perspectiva teórico-metodológica, a análise desse tipo de corpus implica adentrar questões como os limites das várias disciplinas discursivas e avançar em direção à interdisciplinaridade.
Publicado
2015-04-01
Como Citar
Morales-López, E. (2015). Atos de fala e Argumentação: um debate entre uma companhia transnacional (Repsol) e ativistas em um site. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 3(1). Recuperado de https://periodicos.uesc.br/index.php/eidea/article/view/405
Seção
Artigos