Metáfora argumentativa no discurso de Paulo Maluf

  • Daniela da Silveira Miranda Universidade de São Paulo (USP)
  • Solange Ugo Luques
Palavras-chave: Argumentação. Discurso político. Metáfora. Auditório.

Resumo

Investigar como acontece a argumentação no discurso político é uma forma de torná-lo mais transparente e desvendar os múltiplos significados nele contidos.  Dentre as inúmeras possibilidades, uma estratégia de análise que parece bastante válida parte do estudo das escolhas metafóricas presentes em uma manifestação discursiva, visto que elas podem revelar a relação que determinado locutor tem com o mundo. Este estudo, entretanto, não pode acontecer desvinculado de considerações sobre a identidade do enunciador, os pressupostos da nova retórica sobre o auditório a que tal discurso se destina, o contexto e a situação sócio-histórica em que ele ocorre. Para a presente análise, foram selecionadas duas amostras da produção discursiva de Paulo Maluf, conhecido político brasileiro ainda em atividade, em que se procurou averiguar de que forma o uso da metáfora como estratégia argumentativa pode revelar efeitos de sentido  inesperados. 

Publicado
2015-03-31
Como Citar
Miranda, D., & Luques, S. (2015). Metáfora argumentativa no discurso de Paulo Maluf. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 3(1). Recuperado de https://periodicos.uesc.br/index.php/eidea/article/view/404
Seção
Artigos