A semiotização de mundo na Veja: noticiar para convencer

Palavras-chave: Semiolinguística, Semiotização de mundo, Capas, Veja

Resumo

Este trabalho, que é parte de uma pesquisa de pós-doutorado em andamento, tem por objetivo analisar a semiotização de mundo em algumas capas da revista Veja sobre a pandemia de Covid-19. A revista Veja configura-se como um produto do campo jornalístico, cuja legitimidade está em não apenas produzir e divulgar informações, mas também em atualizar a realidade e a renovar a apreensão do mundo. Como o próprio nome indica, a Veja mostra o que julga importante saber, de uma maneira particular, não transparente. Assim, a partir da teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, objetivando um estudo qualitativo, serão apresentados alguns conceitos caros à teoria, como o processo de semiotização de mundo (Charaudeau, 1995); o ato interenunciativo entre o sujeito comunicante e o sujeito interpretante (Charaudeau, 2001) e os modos de organização do discurso (Charaudeau, 2008).

Biografia do Autor

Ilana da Silva Rebello, Universidade Federal Fluminense (UFF), Brasil

Universidade Federal Fluminense (UFF), Brasil

 

Referências

AMOSSY, Ruth. A argumentação no discurso. Coordenação da tradução: Eduardo Lopes Piris e Moisés Olímpio-Ferreira. Tradução: Angela M. S. Corrêa et al. São Paulo: Contexto, 2018.

ARISTÓTELES. Retórica. Tradução: Marcelo Silvano Madeira. São Paulo: Rideel, 2007.

CHARAUDEAU, Patrick. Les conditions de compréhension du sens de discours. In: Anais do I Encontro Franco-Brasileiro de Análise do Discurso. Rio de Janeiro: UFRJ, 1995, p. 9-16.

CHARAUDEAU, Patrick. Análise do discurso: controvérsias e perspectivas. Tradução: Wander Emediato de Souza. In: MARI, Hugo et al (Orgs.). Fundamentos e dimensões da análise do discurso. Belo Horizonte: Núcleo de Análise do Discurso FALE/UFMG; Carol Borges Editora, 1999. p. 27-43.

CHARAUDEAU, Patrick. Uma teoria dos sujeitos da linguagem. Tradução: Ida Lúcia Machado, Renato de Mello e Williane Viriato Rolim. In: MARI, Hugo et al. Análise do discurso: fundamentos e práticas. Belo Horizonte: Núcleo de Análise do Discurso – FALE/UFMG, 2001. p. 23-37.

CHARAUDEAU, Patrick. Uma análise semiolinguística do texto e do discurso. Tradução: Angela M. S. Corrêa. In: PAULIUKONIS, Maria Aparecida Lino; GAVAZZI, Sigrid (Orgs.). Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 11-27.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das mídias. Tradução: Angela M. S. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2006a.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso político. Tradução: Fabiana Komesu e Dilson Ferreira da Cruz. São Paulo: Contexto, 2006b.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. Coordenação da equipe de tradução: Ângela M. S. Corrêa e Ida Lúcia Machado. São Paulo: Contexto, 2008.

CHARAUDEAU, Patrick. Um modelo sócio-comunicacional do discurso: entre situação de comunicação e estratégias de individualização. Tradução: Grenissa Stafuzza. In: STAFUZZA, Grenissa; PAULA, Luciane de (Orgs.). Da análise do discurso no Brasil à análise do discurso do Brasil. Uberlândia: Edufu, 2010.

CHAUI, Marilena. O que é ideologia? 38. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Tradução: Vera da Costa e Silva et al. 26. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012.

HERNANDES, Nilton. A mídia e seus truques: o que jornal, revista, TV, rádio e internet fazem para captar e manter a atenção do público. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2012.

KERBRAT-ORECCHIONI, Catherine. La enunciacion: de la subjetividad en el lenguaje. 3. ed. Buenos Aires: Edicial, 1997.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCONDES FILHO, Ciro. O capital da notícia: jornalismo como produção social da segunda natureza. São Paulo: Ática, 1986.

SCALZO, Marília. Jornalismo de revista. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2011.

Publicado
2022-06-15
Como Citar
Rebello, I. (2022). A semiotização de mundo na Veja: noticiar para convencer. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 22(1), 22-37. https://doi.org/10.47369/eidea-22-1-3261
Seção
Artigos