Atribuição de ethos na literatura: análise da narrativa do caso Nardoni

Palavras-chave: Isabella Nardoni, Discurso, Ethos, Narrativa

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as estratégias discursivas utilizadas pelo jornalista Rogério Pagnan ao relatar as trajetórias de vida de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, condenados pela morte da menina Isabella Nardoni em 2008. A proposta é mostrar como foi construído o discurso sobre o crime e sobre os seus personagens pelo autor em sua obra O pior dos crimes: a história do assassinato de Isabella Nardoni, divulgada dez anos após o crime que ganhou repercussão nacional. Buscamos averiguar quais as vozes evocadas no discurso e como a narrativa contribui para a (des)construção de imagens dos atores sociais. Para tanto, utilizamos a dimensão discursiva-argumentativa do ethos, principalmente a partir dos postulados de Maingueneau (2008) e Charaudeau (2005), a fim de verificar os possíveis efeitos de sentido gerados a partir da narrativa.

Biografia do Autor

Flávia Pereira Dias Menezes, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Doutora em Estudos de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), Brasil.

 

 

 

Kelly Fernanda Mayrink Drumond, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Mestre em Estudos de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), Brasil

 

Referências

ARISTÓTELES. Retórica. Tradução: Manuel Alexandre Júnior, Paulo Farmhouse Alberto e Abel do Nascimento Pena. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1998.

BARTHES, Roland. Introdução à análise estrutural da narrativa. In: BATHES, Roland et al. Análise estrutural da narrativa. Tradução: Maria Zélia Barbosa. Petrópolis: Rio de Janeiro, 2013. p. 19-62.

BERTAUX, Daniel. Le récit de vie. Paris: Armand Colin, 1994.

CARVALHO, Aline Torres Souza. Relações teórico-metodológicas entre a AD e a Narrativa de Vida. In: MACHADO, Ida Lúcia; MELO, Mônica Santos de Souza (orgs.). Estudos sobre narrativas em diferentes materialidades discursivas na visão da Análise do Discurso. Belo Horizonte: NAD; FALE; UFMG, 2016. p. 21-42.

CHARAUDEAU, Patrick. Uma análise semiolinguística do texto e do discurso. In: PAULIUKONIS, Maria Aparecida Lino; GAVAZZI, Sigrid (orgs.). Da língua ao discurso: reflexões para o ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p. 11-27.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso Político. 2. ed. Tradução: Fabiana Komesu e Dilson Ferreira da Cruz. São Paulo: Contexto, 2008.

DOSSE, François. O desafio biográfico: escrever uma vida. Tradução: Gilson César Cardoso de Souza. São Paulo: EdUSP, 2009.

GENETTE, Gérard. Fronteiras da narrativa. In: BATHES, Roland et al. Análise estrutural da narrativa. Tradução: Maria Zélia Barbosa. Petrópolis: Rio de janeiro, 2013. p. 265-284.

MACHADO, Ida Lúcia. Reflexões sobre uma corrente de análise do discurso e sua aplicação em narrativas de vida. Coimbra: Grácio Editor, 2016.

MAINGUENEAU, Dominique. A propósito do ethos. In: MOTTA, Ana Raquel; SALGADO, Luciana (orgs.). Ethos discursivo. São Paulo: Contexto, 2008. p. 11-29.

PAGNAN, Rogério. O pior dos crimes: a história do assassinato de Isabella Nardoni. 2.ed. Record, 2018.

Publicado
2021-12-31
Como Citar
Pereira Dias Menezes, F., & Drumond, K. F. (2021). Atribuição de ethos na literatura: análise da narrativa do caso Nardoni. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 21(3), 118 - 133. https://doi.org/10.47369/eidea-21-3-3229
Seção
Artigos