Argumentos de raciocínio prático: uma abordagem modular

  • Fabrizio Macagno Universidade Nova de Lisboa
  • Douglas Walton Universidade de Windsor
Palavras-chave: Argumentação deliberativa, Raciocínio prático, Esquemas argumentativos, Tomada de decisão

Resumo

Este artigo tem por objetivo comparar as formas atuais de modelar a estrutura inferencial de argumentos de raciocínio prático (baseados em objetivos) e propor uma nova abordagem na qual esta estrutura é considerada de maneira modular. O raciocínio prático não é visto simplesmente como um raciocínio que parte de um objetivo e de um meio para uma ação usando o esquema básico de argumentação; em vez disso, é concebido como uma estrutura complexa de inferências classificatórias, avaliativas e práticas, formalizada como um agrupamento de três tipos de esquemas de argumentação distintos e interligados. Usando dois exemplos reais, mostramos como a aplicação dos três tipos de esquemas a um conjunto de raciocínio prático permite que a/o analista reconstrua as premissas tácitas pressupostas e avalie as etapas de raciocínio argumentativo envolvidas. Esta abordagem será apresentada de modo a superar as limitações dos modelos de argumentos de raciocínio prático existentes nos quadros teóricos de BDI (Belief – Desire – Intention) e de Comprometimento, ao fornecer uma ferramenta útil para a Análise do Discurso e outras disciplinas. Especificamente, a aplicação deste método revela o papel crucial da classificação no raciocínio prático, mostrando como a ordenação de valores e de preferências consiste em apenas uma das possíveis áreas de desacordo profundo.

Biografia do Autor

Fabrizio Macagno, Universidade Nova de Lisboa

Fabrizio Macagno (Ph.D. Università Cattolica del Sacro Cuore, Milan, 2003) works as a researcher and auxiliary professor at the Universidade Nova de Lisboa, where he teaches. His current research, between the fields of Linguistics and Philosophy of language, is focused on the persuasive use of emotive language and on the dialectical dimension of discourse implicitness, which he analyzes within the contexts of legal and political discourse. He is author of several papers on definition, informal fallacies, argumentation schemes, and dialogue theory published on major international peer-reviewed journals such as Journal of Pragmatics, Argumentation, Philosophy and Rhetoric, Informal Logic, and Pragmatics and Cognition. His most important publications include the books Argumentation Schemes (CUP 2008) and Emotive language in argumentation (CUP 2014).

Publicado
2019-08-31
Seção
Tradução