Argumentação e oralidade: a confluência de saberes entre ensino de língua e artes cênicas

  • Zilda Gaspar Oliveira de Aquino Universidade de São Paulo
  • Ana Luisa Feiteiro Cavalari Lotti
Palavras-chave: Argumentação. Oralidade. Interação. Jogos teatrais.

Resumo

Neste trabalho, propomos a correlação entre oralidade, argumentação e arte, em especial o teatro. A partir da confluência entre procedimentos de disciplinas distintas, buscamos evidenciar o tratamento da dimensão argumentativa da linguagem que se faz a partir dos Jogos Teatrais numa aula de língua portuguesa voltada à modalidade falada. O corpus constitui-se da coleta, por meio de filmagem e transcrição, de uma sequência de jogo teatral aplicada em aula de língua portuguesa, em que foram analisados, pelo prisma da multimodalidade, a interação, a argumentação e o corporeamento. Os resultados apontam para o fato de que os jogos, amplamente difundidos no meio teatral, constituem importante contribuição para a vivência e a experiência com e por meio da linguagem. Os aportes teóricos voltam-se à Análise da Conversação (MARCUSCHI, 1986), à Argumentação (AMOSSY, 2007), ao Teatro (SPOLIN, 2012) e à Comunicação e corporeamento (GOODWIN, 2000; QUAEGHEBEUR, 2012; LIBERMAN, 2011).

Publicado
2015-12-09
Como Citar
Aquino, Z., & Lotti, A. L. (2015). Argumentação e oralidade: a confluência de saberes entre ensino de língua e artes cênicas. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, (9), 153-174. Recuperado de http://periodicos.uesc.br/index.php/eidea/article/view/842
Seção
Artigos Inéditos