Argumentação e persuasão em gêneros textuais

  • Rosalice Botelho Wakim Souza Pinto Universidade Nova de Lisboa
Palavras-chave: Argumentação. Linguística dos gêneros. Gênero textual. Metodologia descendente de análise.

Resumo

Este artigo perspectivado em uma linguística dos gêneros (RASTIER, 1989, 2001; BOUQUET, 2004) visa, a partir de uma metodologia descendente de análise (BRONCKART, 1999, 2004), observar de que forma algumas estratégias argumentativas presentes em certos gêneros textuais (os persuasivos) são condicionadas por aspectos contextuais. Para atender este objetivo, este trabalho será dividido em três partes. Num primeiro momento, o termo argumentação, numa perspectiva de gêneros, será aqui definido. Em seguida, mostrar-se-á de que forma a argumentação em um gênero textual pode ser textualmente descrita, tanto por elementos contextuais, quanto por organizacionais, estilísticos e enunciativos ampliados. Por fim, observar-se-ão algumas estratégias argumentativas presentes em um estudo de caso: um exemplar de um outdoor político. Com isso, tenciona-se mostrar que, ao se descrever a argumentação em textos, os aspectos contextuais estão dinamicamente indexados aos elementos internos.

Publicado
2015-12-09
Seção
Artigos Inéditos