A retórica na construção de comerciais publicitários

  • Renata Amaral de Matos Rocha Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET/MG)
Palavras-chave: Retórica. Páthos. Éthos. Publicidade.

Resumo

A publicidade é estratégica na atual sociedade de consumo. A retórica, cujo fim é persuadir e convencer, torna-se instrumento hábil em sua construção para consolidar o objetivo final que é o consumo do produto. O reforço dos lugares comuns, ao se estabelecer quais valores serão utilizados, está inserido no seio social, e é desse contexto que os elementos retóricos são retirados. O éthos, o páthos e o lógos são mecanismos para alcançar os objetivos perseguidos. Pode-se dizer que a retórica é elemento constitutivo de nossa sociedade e também das relações nela inseridas pelas relações entre essa tridimensão discursiva. A máquina retórica de Barthes (2001) permite resgatar a retórica antiga em nossa análise, acrescendo elementos que não foram considerados importantes pelo autor como: Actio e Memoria. Assim, utilizou-se a análise do discurso desenvolvida por Patrick Charaudeau (1983) para observar o comercial de O Boticário (2006) e, além da Semiolinguística, utilizou-se também a perspectiva retórica, principalmente sob o viés do páthos, com a patemização e a reflexão do éthos, o que possibilitou apontar os elementos que poderiam ou não convencer os consumidores a adquirir o produto sugerido. 

Publicado
2015-06-01
Como Citar
Rocha, R. (2015). A retórica na construção de comerciais publicitários. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 7(1), 195-214. Recuperado de http://periodicos.uesc.br/index.php/eidea/article/view/525
Seção
Artigos