A argumentação no reposicionamento de marca da Avon: do femvertising ao ethos de sororidade

Palavras-chave: Análise do discurso., Argumentação no discurso., Ethos ., Publicidade

Resumo

O presente trabalho busca analisar a argumentação no discurso resultante do novo posicionamento de marca da empresa de cosméticos Avon sob o viés da Teoria Semiolinguística de Patrick Charaudeau. Em 2015, a Avon passa por um reposicionamento de marca, no qual a companhia decide incorporar o empoderamento feminino como preceito chave em seu discurso institucional, algo que podemos relacionar diretamente com uma tendência maior que a indústria publicitária americana denominou como Femvertising – léxico cunhado a partir da junção das palavras em inglês feminism (feminismo) e advertising (publicidade). Sendo assim, buscamos compreender quais estratégias argumentativas a Avon utiliza em seu novo discurso que estão relacionadas com o Femvertising. Para tanto, delimitamos a análise em três suportes distintos: os catálogos de venda direta, a Fan page no Facebook e o hotsite A Beleza que faz sentido.

Biografia do Autor

Ana Paula Gomes Nunes, Universidade Federal de Viçosa

Mestre em Letras pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Brasil.

Rony Petterson Gomes do Vale, Universidade Federal de Viçosa

Docente da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Brasil

Referências

ARRUZZA, Cinzia; BHATTACHARYA, Tithi; FRASER, Nancy. Feminismo para os 99%: um manifesto. Tradução: Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2019.

BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e Simulações. Lisboa: Relógio d’água, 1981.

BERTH, Joice. O que é empoderamento? Belo Horizonte: Letramento, 2018.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso político. Tradução: Fabiana Komesu e Dílson Ferreira da Cruz. São Paulo: Contexto, 2008.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. Tradução: Angela M. S. Corrêa e Ida Lúcia Machado. São Paulo: Contexto, 2014.

CHARAUDEAU, Patrick. O discurso propagandista: uma tipologia. In: MACHADO, Ida Lucia; MELLO, Renato. Análises do Discurso Hoje. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010. p. 57-78. vol. 3.

CORNWALL, Andrea. Apresentação: Trilhas do empoderamento de mulheres. Revista Feminismos, v. 1, n. 2, 2013.

COSTA, Ana Alice. Gênero, Poder e Empoderamento das Mulheres. Disponível em: https://pactoglobalcreapr.files.wordpress.com/2012/02/5-empoderamento-ana-alice.pdf. Acesso em: 9 out. 2017.

EMEDIATO, Wander. A Fórmula do Texto: redação e argumentação e leitura. São Paulo: Geração Editorial, 2010.

KOTLER, Philip. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo profissional precisa saber. Tradução: Afonso Celso Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

LAGARDE, Marcela. Pacto entre mujeres: sororidad. Disponível em: https://www.asociacionag.org.ar/pdfaportes/25/09.pdf. Acesso em: 15 abr. 2019.

SARDENBERG, Cecilia. Conceituando “Empoderamento” na Perspectiva Feminista. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/6848/1/Conceituando%20Empoderamento%20na%20Perspectiva%20Feminista.pdf. Acesso em: 9 out. 2017.

SARDENBERG, Cecilia. Liberal vs. Liberating Empowerment: A Latin American Feminist Perspective on Conceptualising Women’s Empowerment. IDS Bulletin, v. 39, n. 6, 2008.

SCOTT, Joan W. Gênero: uma categoria útil para análise histórica. Cadernos de Historia UFPE, n. 11, 2016. Disponível em: www.revista.ufpe.br/cadernosdehistoriaufpe/index.php/cadernosdehistoriaufpe/article/download/27/19. Acesso em: 10 out. 2017.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. Tradução: Angela M. S. Corrêa e Ida Lúcia Machado. São Paulo: Contexto, 2014.

CHARAUDEAU, Patrick. O discurso propagandista: uma tipologia. In: MACHADO, Ida Lucia; MELLO, Renato. Análises do Discurso Hoje. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010. p. 57-78. vol. 3.

CORNWALL, Andrea. Apresentação: Trilhas do empoderamento de mulheres. Revista Feminismos, v. 1, n. 2, 2013.

COSTA, Ana Alice. Gênero, Poder e Empoderamento das Mulheres. Disponível em: https://pactoglobalcreapr.files.wordpress.com/2012/02/5-empoderamento-ana-alice.pdf. Acesso em: 9 out. 2017.

EMEDIATO, Wander. A Fórmula do Texto: redação e argumentação e leitura. São Paulo: Geração Editorial, 2010.

KOTLER, Philip. Marketing de A a Z: 80 conceitos que todo profissional precisa saber. Tradução: Afonso Celso Cunha Serra. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

LAGARDE, Marcela. Pacto entre mujeres: sororidad. Disponível em: https://www.asociacionag.org.ar/pdfaportes/25/09.pdf. Acesso em: 15 abr. 2019.

SARDENBERG, Cecilia. Conceituando “Empoderamento” na Perspectiva Feminista. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/bitstream/ri/6848/1/Conceituando%

Empoderamento%20na%20Perspectiva%20Feminista.pdf. Acesso em: 9 out. 2017.

SARDENBERG, Cecilia. Liberal vs. Liberating Empowerment: A Latin American Feminist Perspective on Conceptualising Women’s Empowerment. IDS Bulletin, v. 39, n. 6, 2008.

SCOTT, Joan W. Gênero: uma categoria útil para análise histórica. Cadernos de Historia UFPE, n. 11, 2016. Disponível em: www.revista.ufpe.br/cadernosdehistoriaufpe/index.php/cadernosdehistoriaufpe/article/download/27/19. Acesso em: 10 out. 2017.

Publicado
2020-05-07
Como Citar
Gomes Nunes, A. P., & Gomes do Vale, R. P. (2020). A argumentação no reposicionamento de marca da Avon: do femvertising ao ethos de sororidade. EID&A - Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 20(1), 28-50. https://doi.org/10.17648/eidea-20-2491
Seção
Artigos Inéditos