Argumentação e emoção em golpes da recarga premiada: análise à luz da Semiolinguística e da Linguística Forense

Palavras-chave: Argumentação. Emoção. Golpes da Recarga Premiada. Linguística Forense

Resumo

Este artigo procura analisar a utilização de argumentos patêmicos, por parte do sujeito enunciador, em “golpes da recarga premiada”. Nosso corpus consiste em três gravações telefônicas obtidas a partir do YouTube que foram, posteriormente, transcritas e analisadas a partir do referencial teórico e metodológico da Teoria Semiolinguística do Discurso (CHARAUDEAU, 2010; 2010). Notamos que o golpe aqui analisado pode ser considerado como um gênero discursivo, pois possui particularidades que o diferenciam de outras práticas discursivas, sendo dotado de uma relativa estabilidade. Além disso, foi percebido que os sujeitos estelionatários fazem uso de argumentos que procuram despertar o medo ou a alegria nos interlocutores, visando a fazer com que estes acreditem em suas afirmações, o que poderia culminar na consumação do golpe. Por estarmos lidando com uma prática discursiva que pode ser considerada como crime, este trabalho se encontra no escopo da Linguística Forense, área aplicada que relaciona a Linguística a questões de natureza judicial (OLSSON, 2008). Assim, este trabalho poderá servir para que a natureza do delito aqui analisado seja mais bem compreendida.

Biografia do Autor

Welton Pereira e Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Doutorando em Letras Vernáculas
Publicado
2018-12-13
Seção
Artigos Inéditos