Metalinguagem como recurso argumentativo em textos religiosos

  • Roberlei Alves Bertucci Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
Palavras-chave: Metalinguagem. Textos religiosos. Argumentação. Argumento de identidade.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar as ocorrências de recursos metalinguísticos em textos religiosos. Considerando que a argumentatividade é inerente à linguagem, defendemos que esses recursos servem de estratégia argumentativa na defesa de uma tese e estabelecem relações de identidade ou transitividade entre os fatos, conforme Perelman e Olbrechts-Tyteca (2014). Isso ocorre porque os autores dos textos religiosos fazem uso da metalinguagem com o objetivo de apresentar uma relação mais clara entre a expressão referida e a ideia religiosa veiculada por ele. Com isso, há uma clara identidade entre o conceito e essa ideia, o que caracteriza uma construção argumentativa importante nesses textos em que o orador pretende a adesão do auditório por meio de seu discurso. Para a análise, selecionamos textos de comentários religiosos em que a metalinguagem aparecia especialmente na forma de etimologia. 

Biografia do Autor

Roberlei Alves Bertucci, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
Doutor em Lingüística pela USP (2011), tendo feito parte de seu doutorado na Université Paris 8 (2009-2010). Desenvolveu a pesquisa de pós-doutorado na Bar-Ilan University em Israel (2012). Atualmente é professor na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Interessa-se por diferentes processos gramaticais (formais) de produção de sentido em línguas naturais, como: sintaxe, semântica e pragmática das línguas naturais, em especial o português brasileiro; descrição e análise linguística nos domínios verbal e nominal, em especial por meio de ferramentas tecnológicas; e aplicação de fundamentos e descobertas linguísticas a ferramentas tecnológicas digitais.
Publicado
2018-07-15
Seção
Artigos Inéditos