A fórmula “deslegitimação de Israel” entre polêmica intrínseca e argumentação polêmica

Nadia Ellis

Resumo


Neste artigo, buscamos voltar nossa atenção para uma das características principais da fórmula, a saber: seu caráter polêmico. Tendo em vista a natureza politética das unidades lexicais que compõem a fórmula, uma polêmica se desencadeia muitas vezes sobre a própria significação de uma fórmula. Ao mesmo tempo, uma fórmula também pode ser mobilizada em uma argumentação de caráter polêmico, utilizada para levar a cabo sua missão de persuasão. Assim, podemos nos indagar sobre a relação entre o caráter intrinsecamente polêmico de uma fórmula e sua exploração no centro de uma confrontação verbal de caráter polêmico. Este estudo dedica-se mais particularmente ao emprego da fórmula “deslegitimação de Israel” nos discursos políticos, para ver como essa fórmula pode ser explorada por diferentes atores políticos para desqualificar o discurso de seu adversário (ou ainda para obter um consenso junto a seu público) durante uma confrontação entre posições antagonistas. Como a polemicidade inerente a esta fórmula pode ser explorada na construção polêmica em geral e política em particular?

Palavras-chave


Polêmica. Deslegitimação. Israel. Fórmula. Desqualificação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17648/eidea-10-adarr-1064

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor e Revista EID&A

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.