O auditório heterogêneo e a construção de uma nação por meio do álbum de fotografias Fetes en Israel, 1951

  • Galia Yanoshevsky Bar-Ilan University
Palavras-chave: Imaginário da nação. Auditório heterogêneo. Heterogeneidade. Álbum de fotos.

Resumo

Este artigo revisita a noção de auditório heterogênea, de Perelman & Olbrechts-Tyteca, por meio de um estudo de caso: Fêtes en Israël, 1951. Embora, originalmente, de iniciativa priva, esse álbum de fotografias encontra-se profundamente imerso nos valores e nos objetivos da nação nascente, como são expressos no programa governamental de educação nacional ou na Hasbara. Logo, ele pode ser lido como um documento que tenta fazer seu auditório aderir a uma tese; contudo, sua composição é heterogênea, abarcando tanto imigrantes quanto judeus da diáspora, assim como pessoas de outra família de nações, potencialmente favorável à empreitada sionista. O propósito deste artigo é, portanto, explorar de que maneira uma comunidade imaginária do “Povo de Israel” é criada, considerando-se a combinação sofisticada de textos e de fotografias que atingem, simultaneamente, outras audiências.

Publicado
2016-06-02
Como Citar
Yanoshevsky, G. (2016). O auditório heterogêneo e a construção de uma nação por meio do álbum de fotografias Fetes en Israel, 1951. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 10(1). https://doi.org/10.17648/eidea-10-adarr-1060