PARA ALÉM DA CRISE CACAUEIRA - A EXPANSÃO DOS CONDOMÍNIOS FECHADOS EM ILHÉUS-BA: uma análise preliminar da cidade estendida

  • Maria Cristina Rangel
  • Julien Marius Reis Thevenin
Palavras-chave: Ilhéus, Diminuição da população, Crescimento territorial

Resumo

A cidade de Ilhéus, localizada na microrregião Ilhéus-Itabuna, está perdendo população desde 2000 (IBGE, 2000), acompanhando o que está acontecendo em seu município desde a década de 1991 (IBGE, 1991). Entretanto, o que podemos notar, por meio da observação direta, confirmada pelas fotografias aéreas, é que esta cidade está crescendo territorialmente. O que está acontecendo para que o município e a cidade de Ilhéus estejam perdendo população? E, contraditoriamente, por que está havendo o crescimento do número de prédios residenciais, de condomínios e de loteamentos fechados? Além disso, em quais direções a cidade de Ilhéus está crescendo? Para responder a estas questões recorremos aos dados populacionais de Ilhéus disponíveis nos Censos Demográficos do IBGE (1980, 1991, 2000, 2010), ao site IBGE Cidades (2021) e ao Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil 2013, mapeamos os condomínios horizontais e as torres de apartamentos construídos após 2000 e entrevistamos cinco corretores de imóveis da localidade. Descrevemos os principais eixos de crescimento de Ilhéus, identificando suas especificidades, discutindo as consequências da periurbanização e da autosegregação socioespacial da população por meio dos condomínios fechados. Detectamos que o município e a cidade de Ilhéus passaram do modelo agrário-exportador para o urbano de comércio e de serviços, sem ter passado pelo modelo urbano-industrial, com consequências gravíssimas para sua população. A cidade, que não teve grande crescimento populacional ao longo da sua história, marca das cidades industriais, passa para a cidade estendida, dispersa em corredores rodoviários e ao longo do litoral atlântico.

Referências

ALVES, Giovanni. O golpe de 2016 no contexto da crise do capitalismo neoliberal: a ruptura da institucionalidade democrática no Brasil em 2016 por meio de um golpe de Estado jurídico parlamentar ocorreu no contexto da profunda crise do capitalismo global. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/2016/06/08/o-golpe-de-2016nocontexto-da-crise-do-capitalismo-neoliberal/. Acesso em: 8 jul. 2018.

BENTES, Júlio Cláudio da Gama. Dispersão Urbana no Médio Paraíba Fluminense. São Paulo, 2014. 431 p. Tese (Doutorado – Área de Concentração: História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo). FAUUSP, 2014. Disponível em: . Acesso em: 8 jul. 2018.

BERNARDO, Kaluan. Bolsonaro: como foi seu governo até agora?. Disponível em: https://tab.uol.com.br/edicao/um-ano-de-bolsonaro/#page4. Acesso em: 11 jan 2021. Blog O tabuleiro. A primeira ponte estaiada da Bahia pode ser avistada de longe e chama a atenção de pedestres e motoristas que trafegam pelo local. Disponível em: https://www.otabuleiro.com.br/blog/ilheus-ponte-jorge-amado-sera-inauguradaainda-no-primeiro-semestre. Acesso em: 12 jan 2021.

BRASIL. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Perfil. Ilhéus – BA. Disponível em: http://atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/ilheus_ba, acesso: 18 jun 2017.

CAMPELLO, Tereza; NERI, Marcelo Côrtes (Org.). Programa Bolsa Família: uma década de inclusão e cidadania, Brasília: Ipea, 2013.

COSTA, Gabriela Freitas. Avaliação da ocorrência de áreas de risco de escorregamentos em encostas na cidade de Ilhéus – BA. 2015. 92 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) – Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, Ilhéus, 2015.

DELUZIO, Franklin. Makro fecha loja da rodovia ilhéus-itabuna. Disponível em: https://www.ilheus.net/2020/01/makro-fecha-loja-da-rodovia-ilheus-itabuna.html. Acesso em: 12 jan 2021.

DEMATTEIS, Giuseppe. Suburbanización y periurbanización. Ciudades anglosajonas y ciudades latinas. In: MONCLÚS, Francisco J. (Org). La ciudad dispersa. Barcelona: Centro de Cultura Contemporánea de Barcelona, 1998.

FAGNANI, Eduardo. A política social do governo Lula (2003 - 2010). Perspectiva histórica.. IE/Unicamp, n. 192, jun 2011. G1. Veja histórico dos últimos reajustes do salário mínimo. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/04/15/veja-historico-dos-ultimos-reajustesdo-salario-minimo.ghtml. Acesso em: 11 jan 2021.

GARCEZ, Angelina Nobre Rolim. Mecanismos de formação da propriedade cacaueira no eixo Itabuna/Ilhéus –1890-1930: um estudo de história agrária. 1977. 188 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) – Universidade Federal da Bahia – UFBA, Salvador.

GUIRRA, Glauber C. S.et al. Análise da criminalidade em cidades médias: um estudo de caso da evolução dos homicídios em Ilhéus, Bahia, Brasil. In: Alcindo, José de Sá. (Org.). Dos espaços do medo à psicosfera da civilidade, a premência de uma nova economia política/territorial. Recife: UFPE, 2010, p. 327-337.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico 1980, 1991, 2000, 2010. Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br. Acesso em: 18 jun 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Ilhéus – Bahia. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/v4/brasil/ba/ilheus/panorama, acesso em: 18 jun 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Mapas Municipais Estatísticos - 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 de ago. 2021.

LEMOS, R. M. Degradação ambiental causada pela ocupação antrópica em áreas de manguezais no bairro São Domingos em Ilhéus, BA. 2004. 32 f. Monografia (Graduação em Geografia) – Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais, Universidade Estadual de Santa Cruz, Ilhéus, 2004.

MARANGONI, Gilberto. Anos 1980, década perdida ou ganha? Revista Desafios do Desenvolvimento. IPEA. v.9, n.72, p. 1 - 6

MAKRO ATACADISTA. O Makro. Disponível em: http://www.makro.com.br/empresa/. Acesso em: 19 mar. 2018.

MAXXI ATACADO. Sobre o Maxxi. Disponível em: http://www.maxxiatacado.com.br/site/sobre-o-maxxi. Acesso em: 19 mar. 2018.

MELGAÇO, Lucas. Securização urbana: da psicoesfera do medo à tecnoesfera da segurança. 2010. 276f, Tese (Doutorado em Geografia Humana) – Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, 2010.

MENDONÇA, Maria do Socorro. A geografia de Ilhéus. In: Encontro de Geografia da UESC, 18, 2007, Ilhéus. Anais... Ilhéus: UESC, 2017, n.p.

MOREIRA, Gilsélia Lemos. Ilhéus, a terra da Gabriela cravo e canela: de espaço do cacau a espaço do turismo. GeoTextos, v.9, n.1, jul. 2013, p. 129-150.

O ATACADÃO. Nossa história. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2018.

OLIVEIRA, Clarice Gonçalves Souza de. Novas Indústrias em Itabuna e Ilhéus (1980 – 2000). 2001. 168 f. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Geociências, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2001.

OLIVEIRA, Olga Maria Góes de. A expansão urbana da cidade de Ilhéus – Bahia e a ocupação dos manguezais: o caso do bairro São Domingos. 2008. 217 f.
Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental Urbana) – Universidade Federal da Bahia – UFBA, Salvador, 2008.

PARAISO, Maria Hilda Baqueiro. Caminhos de ir e vir e caminho sem volta: índios, estradas e rios no sul da Bahia. 1982. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) –
Universidade Federal da Bahia – UFBA, Salvador.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

RAMOS, Jefferson da Silva; NOIA, Angye Cássia. Análise da execução do programa minha casa minha vida nos municípios de Ilhéus e Itabuna, Bahia. In: SEMANA DO

ECONOMISTA. 4, 2014, Ilhéus. Anais... Ilhéus: Universidade Estadual de Santa Cruz, 2014, n.p.

RANGEL, Maria Cristina. O processo de urbanização na microrregião Ilhéus-Itabuna, 1980 – 2010. Fortaleza. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA URBANA, 14, 2015, Fortaleza, Anais... Fortaleza: UFC, 2015, p. 1-18.

________. A crise do território-região cacaueira da Bahia: os nós discursivos nas tramas do poder local para manter o território – 1980-2010. 2013. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá.

REIS, Nestor Goulart; BENTES, Júlio Cláudio da Gama. Urbanização dispersa e novas formas de tecido urbano: estudos, diálogos e desafios. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO, 6, 2016, Porto Alegre, Anais... Porto Alegre: UFRGS. n.p.

ROLNIK, Raquel. Guerra dos lugares. A colonização da terra e da moradia na era das finanças. São Paulo: Boitempo Editorial, 2015.

SANTOS, Maria Luiza Silva. Fluxos Migratórios no Sul da Bahia: da Realidade Identitária do Cacau à Realidade do Ensino Superior. 2013. 195 f.Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ, Rio de Janeiro.

________. Migração e pobreza no sul da Bahia: a relação com a teoria da privação das capacidades. 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 jun. 2017.

_______. O quibe no tabuleiro da baiana: uma reflexão sobre a imigração síria e libanesa e o turismo cultural em Ilhéus. Ilhéus, BA: Editus, 2006. 170 f.

SOUB, José Nazal Pacheco. 2016. Disponível em: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1213039212115342&set=a.417058795046725.98988.100002278240043&type=3&theater. Acesso: 17 jun 2017.

_______. 2019. Sul da Bahia. Os desafios da integração regional e os caminhos para criação da Região Metropolitana. 19 set. 2019. Instituto Nossa Ilhéus. Semana de Mobilização do Sul da Bahia. 18 a 20 set. 2019.

TRINDADE, Gilmar Alves. Aglomeração Itabuna-Ilhéus: cidade, região e rede urbana. 2011. 2011. 361 p. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal de
Sergipe, Sergipe, 2011.

ZUGAIB, Antônio César Costa. Análise da Importação de Cacau Via Drawback no Brasil e sua influência para os produtores, industriais e governo. Ilhéus: Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira – CEPLAC, Centro de Pesquisas do Cacau – CEPEC, Seção de Sócio-Economia – SESOE, 2005.
Publicado
2021-11-26