Ficção e História em A Guerra de Canudos

  • Lícia Soares de Souza Universidade do Estado da Bahia
Palavras-chave: guerra de canudos, cinema, identidade nacional.

Resumo

O presente texto visa mostrar como o filme A guerra de Canudos, de Sérgio Rezende, retrata este período histórico tão importante para a compreensão da identidade nacional. Revela como pesquisadores de várias áreas já desconstruiram os discursos oficiais que solidificaram imagens feitas em relação ao “fanatismo” de Conselheiro e do povo sertanejo e recorrendo aos princípios básicos da semiótica de Peirce. Indica como Rezende reproduz o campo semântico desses discursos oficiais que desqualificaram a resistência de Canudos na história nacional. Passa, assim, a sugerir como as bases icônicas dessa resistência podem ser retrabalhadas a fim de poder gerar um novo filme mais compatível com a pluralidade da realidade cultural e política da comunidade sertaneja.

Publicado
2016-02-22