A crise da razão

  • Gilvan Fogel Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O presente artigo pretende fazer uma reflexão acerca da “crise da razão”. O recorte deste trabalho abrange precisamente a razão erigida como estatuto ontológico no projeto da subjetividade moderna. Pretende-se pontuar que, talvez, esta razão que entra em crise, não significa uma derrocada total rumo ao irracionalismo. A crise de uma noção de razão que reduz toda a força do pensamento ao esforço instrumental do conceito que a tudo calcula, quantifica, pode significar o renascer de uma nova perspectiva de vida. Perspectiva esta que, por ser originária, possibilita e antecede a razão moderna calculadora.

Publicado
2015-09-25