Afetividade e ensino-aprendizagem: influência favorável na relação professor-aluno-objeto de conhecimento

Francielle Ferreira Silva, Nair Floresta Andrade Neta

Resumo


 

 Neste trabalho, apresentamos os resultados de pesquisa que teve como objetivo investigar a influência favor΅vel da afetividade no fazer docente, mais especificamente, na relaç΄o professor-aluno-objeto de conhecimento. Teoricamente, fundamenta-se nos estudos de Dam΅sio (2001) e Wallon (1971), que definem conceitos nucleares da afetividade, em Ib΅•ez et al (2004), Leite (2006), Silva (2002) e Tassoni (2000), que abordam a afetividade nas pr΅ticas pedag½gicas, e em Andrade Neta (2011), que trata da dimens΄o afetiva na formaç΄o do professor. Trata-se de uma pesquisa bibliogr΅fica de natureza qualitativa. Para a an΅lise dos dados, foram definidas quatro categorias: a) qualidade da mediaç΄o; b) posturas por parte do professor; c) conte€dos verbais e d) relaç΄o do professor com a disciplina ministrada. Os dados foram tratados com o apoio da técnica de an΅lise de conte€do. Foram identificadas algumas pr΅ticas que favorecem a aproximaç΄o professor-aluno-objeto de conhecimento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.