Fronteiras e identidades na pré-história: uma análise Morfométrica de pontas líticas bifaciais do Sudeste e Sul do Brasil

  • Astolfo Araujo
  • Mercedes Okumura
Palavras-chave: Tradição Umbu, Arqueologia brasileira, Caçadores-coletores, Mor- fometria geométrica.

Resumo

Apresentamos os resultados oriundos de uma pesquisa relacionada à análise morfométrica de pontas bifaciais provenientes do Sudeste e Sul do Brasil. Os dados obtidos sugerem 1) uma dissociação morfológica entre pontas meridionais e setentrio- nais; 2) uma maior semelhança de formas entre pontas da mesma região ou regiões contíguas; 3) independência entre formas e matéria-prima; 4) pouca interferência de atividades de reavivamento nas análises morfométricas. Tais resultados mostram que a morfometria é indispensável para um melhor entendimento de relações culturais entre grupos humanos pretéritos. 

Biografia do Autor

Astolfo Araujo

Instituto de Estudos Avançados e Museu de Arqueologia e Etnologia - USP

Mercedes Okumura

PPGArq, Depto. de Antropologia, Museu Nacional, UFRJ 

Publicado
2018-01-04