A literatura marginal/periférica: cultura híbrida, contra-hegemônica e a identidade cultural periférica

  • Taís Aline Eble Aline Eble Universidade Regional de Blumenau, Furb/SC.
  • Adolfo Ramos Lamar

Resumo

O presente artigo apresenta uma pesquisa bibliográfica realizada com o objetivo de compreender a literatura marginal/periférica, por meio de recortes da produção literária de três autores marginais/periféricos, Ferréz, Sérgio Vaz e Dugueto Shabazz, como cultura híbrida, contra-hegemônica e constituintes de identidade e de cultura periféricas. A análise dos dados contou, sobretudo, com os estudos de Canclini (1997); Dalcastagnè (2008) e Nascimento (2006; 2011). A literatura marginal/periférica é aqui compreendida como leituras de culturas híbridas que não hierarquizam culturas, representativas de uma identidade e cultura periféricas que lhes é de pertencimento e, com isso, podem mostrar a sua voz.

Biografia do Autor

Taís Aline Eble Aline Eble, Universidade Regional de Blumenau, Furb/SC.
Mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau, Furb/SC. Especialização em  Língua Portuguesa e Literatura pela Universidade Regional de Blumenau, Furb/SC
Publicado
2016-08-18