A argumentação para o desenvolvimento de visão crítico-criativa de educadores

Daniela Aparecida Vendramini Zanella

Resumo


Este estudo contextualiza-se na atividade de formação de educadores a partir do projeto de Extensão Universitária “Tempo de Aprender”, na Universidade de Sorocaba. O texto tem o objetivo de analisar a produção de significados na atividade de formação docente e compreender o uso da argumentação para o desenvolvimento de uma visão crítico-criativa e está fundamentado na Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural (VYGOTSKY, 1934). A análise é realizada a partir de dois excertos advindos de uma discussão em um encontro de formação docente, embasada pelo aporte teórico-metodológico da Pesquisa Crítico-Colaborativa (MAGALHÃES, 2009). Os excertos são discutidos por meio de categorias argumentativas que centralizam os aspectos enunciativo-discursivo-linguísticos (LIBERALI, 2013) e interpretados mediante o aporte teórico apresentado neste trabalho. A análise aponta que, entre outras questões, a condução de forma impositiva não contribui para o desenvolvimento de visão crítico-criativa dos educadores. 


Palavras-chave


Argumentação. Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural. Formação de educadores. Crítico-criativo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Autor e Revista EID&A

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.