Argumentação e jornalismo: definição lógica e definição oratória e a construção do ethos em editoriais e notícias

  • Marcos Vieira de Queiroz Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
Palavras-chave: Nova Retórica. Definição. Jornalismo. Ethos

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma proposta de análise argumentativa do discurso midiático. A situação social estudada é a atividade jornalística em período eleitoral, tendo como contexto específico a cidade de Mariana/MG, durante o pleito de 2012, e, como atores, dois jornais de grande circulação na cidade. A teoria da argumentação proposta por Perelman & Olbrechts-Tyteca (2005) é o ponto de partida teórico deste estudo, que pretende compreender o funcionamento da definição em dois gêneros jornalísticos: o editorial e a notícia. Em cada um desses gêneros, a definição assume uma forma e um sentido (um objetivo) diferentes: no primeiro, ela é uma técnica (topos) argumentativa quase-lógica e, no segundo, uma figura argumentativa (tropos). Todavia, ambas servem como mecanismos de manutenção do ethos de objetividade e verdade do jornalismo, fonte de sua força persuasiva. 

 

Publicado
2017-07-19
Seção
Artigos Inéditos