40 ANOS DE ESTAGNAÇÃO

O BRASIL E ARMADILHA DE RENDA MÉDIA

  • Yasmin S. de Oliveira UEFS

Resumo

O objetivo deste trabalho consiste em analisar a performance da economia brasileira durante os anos de 1953 a 2019, afim de comprovar a hipótese de que o Brasil se encontra preso em uma Armadilha de Renda Média. O termo armadilha da renda média é caracterizado como uma inconstância ou desaceleração das taxas de crescimento após a economia atingir o patamar de renda média. Ademais, partindo da observação que a economia brasileira passou a perder participação na economia mundial e em relação às economias de referência, busca-se entender quais as possíveis causas dessa estagnação que já dura cerca de 40 anos. Utilizando de técnicas de análise de convergência, de clusters e de análise de discriminante, obteve-se os seguintes resultados: a análise de convergência absoluta indica que a totalidade das economias não estão convergindo para o mesmo estado estacionário. A análise de convergência condicional aponta que paramos de convergir por duas causas básicas e prováveis: i) produtividade e ii) capital humano. É razoável, então, supor que os países estão convergindo apenas com os grupos de países com os quais dividem características estruturais semelhantes, formando clubes de convergência ou conglomerados. A análise de discriminante realizada indica que as diferenças entre as características estruturais como capital humano e produtividade são significativas entre os grupos e essas variáveis são capazes de prever em qual grupo determinado país estará.

Biografia do Autor

Yasmin S. de Oliveira, UEFS

Graduada em Ciências Econômicas na Universidade Estadual de Feira de Santana. Foi integrante do Programa de Educação Tutorial (PetEconomia – UEFS)

Publicado
2021-11-06