REFLEXÕES SOBRE O SISTEMA FINANCEIRO MUNDIAL: O MERCADO DE CAPITAIS A PARTIR DA ANÁLISE DO FILME O LOBO DE WALL STREET

  • Alfredo Dib Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Taiane Nascimento Teles

Resumo

O presente artigo analisa o mercado financeiro mundial a partir do filme The Wolf of Wall Street (2013), dirigido por Martin Scorsese. O objetivo nuclear é a discussão sobre o mercado de capitais e seu reflexo na cadeia das negociações internacionais, à luz dos conceitos do conteúdo do Currículo Corporativo e o princípio do contágio nas relações interpessoais e Governança Corporativa com ênfase no problema de agency nas tomadas de decisões organizacionais. O roteiro do filme conta a história de um jovem corretor de Wall Street e ressalta o estilo de vida extravagante e conspícuo, enfatizando o desejo maior: rápido e contínuo enriquecimento. A análise de “O Lobo de Wall Street” (2013) contextualiza um fato real e elucida a dinâmica do mercado de capitais com as nuanças dos índices de desempenho das corretoras, reavaliando o papel de clientes, empresas e governo.  A metodologia deste texto é de natureza básica com caráter exploratório. Os instrumentos para levantamento de dados são as pesquisas bibliográfica e telematizada. A análise é essencialmente qualitativa e surge a partir do filme como objeto específico de interpretação. Os resultados da pesquisa levam à conclusão de que todos os excessos socioeducativos que aparecem no filme, apesar de criarem grande polêmica acerca do mesmo, criticam e sinalizam a racionalização do mundo, causando efeitos trágicos que algumas vezes são tratados no filme de forma cômica.

Publicado
2016-12-13
Seção
Artigos