Dependência e formação do Exército de Reserva: as trabalhadoras em Ilhéus na crise da lavoura cacaueira

  • Elisabeth Zorgetz Loureiro Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Guilherme Foscolo Universidade Federal do Sul da Bahia

Resumo

Este trabalho busca oferecer uma perspectiva histórica sobre as mulheres e o trabalho como parte dos contornos mutáveis do capitalismo da metade do século XX até seu fim, no município de Ilhéus, enquanto parte de um sistema dependente. Serão examinadas, entre outras questões, a relação entre família e mercado, a força do patriarcado, o papel das dimensões pública e privada no reforço ou limitação das mulheres como trabalhadoras remuneradas e não remuneradas, e a formação de um Exército Industrial de Reserva com características particulares sobre gênero em Ilhéus, a partir das evidências da superexploração e mensuração empírica de suas camadas. Com a interpretação de fontes de arquivos jurídicos e informações quantitativas sobre indicadores em trabalho e renda, a análise se incidirá sobre as experiências das mulheres trabalhadoras, as formas em que o trabalho segregado por sexo foi socialmente e economicamente subvalorizado e os estereótipos que afetam as fronteiras ocupacionais e a constituição de carreira. Como aporte teórico fundamental, a Teoria Marxista da Dependência, se insere ao explicar a dinâmica da superexploração, que incide duplamente sobre as mulheres em sua presença como exército de reserva e exército ativo, seja em sua reprodução doméstica, e compõe um recorte do esforço associado entre o patriarcado e as relações capitalistas de exploração do trabalho no município de Ilhéus sobre as mulheres, complexo com raízes materiais que se expressam cultural e economicamente, cujas estratégias de enfrentamento precisam se aproximar da perspectiva de classe.

Biografia do Autor

Elisabeth Zorgetz Loureiro, Universidade Estadual de Santa Cruz
Licenciada em História (UESC) e mestranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Regional e Políticas Públicas (UESC).
Guilherme Foscolo, Universidade Federal do Sul da Bahia
Coordenador do Grupo de Pesquisas Avançadas em Materialidades, Ambiências e Tecnologias (UFSB); integrante da Red Latinoamericana de Investigaciones em Prácticas y Medios de la Imagen, e Research Fellow do The Global Center for Advanced Studies. Atualmente é professor na Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB

Referências

ANDRADE, Marcelo Loyola de. Nos labirintos da liberdade. Das alforrias na lavoura cacaueira (Ilhéus-BA, 1810-1850) à discussão historiográfica acerca das manumissões no Brasil do século XIX. Dissertação (Mestrado em História Econômica) - Universidade de São Paulo, 2014.

BAIARDI, Amilcar. Subordinação do trabalho ao Capital na Economia Cacaueira da Bahia. São Paulo – Salvador: Hucitec, 1984.

CARCANHOLO, Marcelo Dias; AMARAL, Marisa Silva. Acumulação capitalista e exército industrial de reserva: conteúdo da superexploração do trabalho nas economias dependentes. Revista de Economia, v. 34, n. especial, p. 163-181, 2008.

CASTELLUCCI, Aldrin Armstrong. Salvador dos operários: uma greve geral de 1919 na Bahia. Salvador: UFBA, 2001.

ENGELS, Friederich. As condições da classe trabalhadora na Inglaterra. 1845. Disponível em: < http://marxismo21.org/wp-content/uploads/2014/02/Trabalhadores-Friedrich-Engels.-A-situa%C3%A7%C3%A3o-da-Classe-Oper%C3%A1ria-em-Inglaterra.pdf>. Acesso em: 10/05/2016.

_________________. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Editorial Vitória Ltda, Rio de Janeiro, 1964. Disponível em: <https://www.marxists.org/portugues/marx/1884/origem/> Acesso em: 15/08/2016.

GRANATO NETO, Nelson Nei; GERMER, Claus Magno. A evolução recente do mercado de força de trabalho brasileiro sob a perspectiva do conceito de exército industrial de reserva. Revista Ciências do Trabalho, v. 1, nº 1, 2016. Disponível em: <http://rct.dieese.org.br/rct/index.php/rct/article/view/24>. Acesso em: 15/04/2016.

GRANATO NETO, Nelson Nei. Exército Industrial de Reserva: Conceito e Mensuração. Curitiba, 2013. Disponível em: <http://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/30106/R%20-%20D%20-%20NELSON%20NEI%20GRANATO%20NETO.pdf?sequence=1>. Acesso em: 15/04/2016.

IBGE. Programa Nacional de Amostras em Domicílio. Acervo de Unidade Territorial: 2913606. Ilhéus. Sistema IBGE de Recuperação Automática. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/Acervo?nivel=6&unidade=2913606#/S/CD/A/Q>. Acesso em: 13/02/2016

LUCE, Mathias Seibel. A superexploração da força de trabalho no Brasil. Revista Soc. Bras. Economia Política, São Paulo, nº 32, p. 119-141, 2012.

MARINI, Ruy Mauro. El Experimento Neoliberal en Brasil. Nueva Sociedad, n. 121, Caracas, 1992, p. 112-123.

______________. Dialéctica da Dependência. In: TRASPADINI, Roberta e STEDILE, João Pedro (orgs.). Ruy Mauro Marini: Vida e Obra. São Paulo: Expressão Popular, 2011b [1973], p. 131-172

Publicado
2018-04-25