As relações de exportações e importações das commodities brasileiras no período de 2001 a 2015

  • Ana Clara Fernandes Correia UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS
  • Anna Paula Santos Paiva UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS
  • Luciana Maria Costa Cordeiro UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS

Resumo

A participação de produtos básicos na pauta comercial brasileira tem apresentado crescimento a partir dos anos 2000 o que influi na estrutura produtiva do país. No entanto deve-se ressaltar que são itens que estão sujeitos ao cenário do comércio exterior, logo, este artigo tem como principal objetivo analisar a participação das commodities nas exportações e importações brasileiras durante o período de 2001 a 2015. Com a finalidade de apresentar teorias a respeito do comércio internacional, foi aplicada a pesquisa bibliográfica e a de análise de indicadores baseados em dados secundários. Os dados das variáveis importações, exportações e PIB foram levantados dos sites Trade Map e World Bank. Dando-se ênfase à análise dos índices de vantagem comparativa revelada e grau de abertura comercial para os dados pesquisados. Os resultados da pesquisa mostraram que o Brasil possui vantagem comparativa nos modelos de commodities agrícolas e minerais, além de evidenciar uma participação alta desses produtos nas exportações da economia brasileira. Entretanto, constata-se ainda um baixo grau de abertura comercial do país.

Biografia do Autor

Ana Clara Fernandes Correia, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS

Acadêmica do curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.

 

Anna Paula Santos Paiva, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS

Acadêmica  do curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.

Luciana Maria Costa Cordeiro, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS
Professora Doutora do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES.
Publicado
2018-04-10