Caderneta de saúde do adolescente e extensão universitária: contribuições para a implementação de políticas públicas

Aretusa de Oliveira Martins Bitencourt, Karísia Macedo, Lacita Menezes Skalinski, Maria Aparecida Santa Fé Borges, Maria Conceicao Filgueiras, Ricardo Matos Santana

Resumo


Este artigo discute o papel da extensão universitária como espaço de criatividade, experimentação de ideias e/ou início de novas áreas de conhecimento, na perspectiva  ae ações voltadas para a Saúde do Adolescente, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Bahia. Teve como objetivo descrever a contribuição do projeto de extensão Jovem Bom de Vida para implementação de políticas públicas de atenção à saúde do adolescente, em municípios da 7ª DIRES, Bahia. Como relato de experiência, o artigo descreveu uma ação do projeto através da realização do minicurso “IMPLANTAÇÃO DA CADERNETA DE SAÚDE DE ADOLESCENTES”, desenvolvido em oito municípios da 7ª DIRES, em 2012. O minicurso atendeu 276 profissionais, utilizando metodologias ativas, no intuito de assegurar a participação de todos e fortalecimento dos pilares da educação, principalmente, "aprender a fazer e aprender a conviver". Constatou-se que a universidade tem sido parceira essencial para a implementação de ações na área da saúde do adolescente. Na Bahia, o projeto de extensão Jovem Bom de Vida vem atuando de forma efetiva junto à 7ª DIRES/Sesab. Essa parceria assegurou, aos profissionais dos municípios, troca de experiências sobre o processo de cuidar do adolescente, uma vez que a equipe do projeto trabalha, desde 1995, em consonância com as diretrizes da extensão universitária, promovendo impacto e transformação, interações dialógicas e indissociabilidade, juntamente, com o grupo da Saúde do Adolescente da 7ª DIRES

Palavras-chave


Adolescência; Políticas Públicas; Extensão Universitária.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.