Orientação à prática de exercício físico em Ilhéus (OPEFI)

  • Carla Alves dos Santos
  • Hueine Oliveira Sousa do Nascimento
  • Regiane Cristina Duarte
Palavras-chave: Atividade física, Saúde, Qualidade de vida

Resumo

A atividade física, no Brasil, passa por mudanças de foco no decorrer dos anos. Atualmente, destacam-se: falta de um estilo de vida ativo, a inatividade física, o stress e a alimentação inadequada. Estes fatores, isolados, somados ou intermitentes provocam doenças crônico-degenerativas (obesidade, hipertensão, aterosclerose, doença cardiovascular, diabetes, etc.), levando milhões à morbimortalidade. Partindo da necessidade de reverter tal quadro, surge o projeto extensionista Orientação à Prática de Exercícios Físicos em Ilhéus (Opefi ), cujo objetivo é orientar e incentivar a prática regular e correta de exercícios e propiciar, aos seus praticantes (de ambos os gêneros, de 18 a 65 anos), o combate ao sedentarismo, auxiliando na prevenção e no tratamento de doenças crônico-degenerativas não transmissíveis. Os métodos que estão sendo utilizados neste projeto são: uma anamnese, medidas antropométricas, aplicação de questionário internacional (Physical Activity Questionary); e oferecimento regular de atividades físicas três vezes por semana durante 50 minutos. As atividades são: alongamento; ginástica aeróbica; step; e orientação a caminhada. A estatística obedecerá ao pacote computadorizado Statistical Package for the Social Science. Como este projeto está em seu início, ainda estamos em fase de adaptação, mas alguns dos resultados esperados são total aderência ao projeto e melhoria da qualidade de vida da população.

Publicado
2014-07-14