APLICATIVOS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA PARA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA INGLESA E IMERSÃO CULTURAL

  • Laura de Almeida Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Juliana Pereira Passos Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

Resumo

Este trabalho identifica aplicativos voltados para a aprendizagem da língua inglesa que atendam às necessidades profissionais e estudantis considerando a autonomia, adaptabilidade, rapidez e dinamismo. Com base teórica em Santos (2000), Castells (2001), Caviola et al. (2016) e Pungartnik (2018), coletamos nove aplicativos virtuais na plataforma Google Play.  O critério para a escolha dos aplicativos foi com base nas avaliações dos usuários, preço da assinatura, área comunicativa explorada, nível de fluência, quantidade de downloads e interface. Consideramos as funcionalidades dos aplicativos relacionando o aprendizado da língua inglesa por meio de exercícios que auxiliam o desenvolvimento das habilidades comunicativas em inglês e aplicado ao mundo dos negócios. Utilizando o método quali-quantitativo analisamos como o acesso a canções por intermédio de aplicativos virtuais promove a imersão cultural ao difundir informações sobre povos de culturas diferentes. Dentre os aplicativos analisados, destacamos três: Genius, acesso a músicas possibilitando a imersão cultural com usuários de diversas partes do mundo; Knudge.me, programas específicos voltados para a área dos negócios e cursos preparatórios para exames internacionais de proficiência em língua inglesa; e, finalmente, Elsa Speak, que exercita a pronúncia dos usuários de forma temática considerando o nível de fluência com base em um teste previamente realizado.

 Palavras-chave: Tecnologia. Cultura. Aplicativos.

Publicado
2020-07-20
Seção
Artigos