ACIDENTES DE TRABALHO NO BRASIL: REVISÃO BIBLIOGRÁFICA NO ÂMBITO HOSPITALAR

  • Daniela Nunes dos Santos Ferreira Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Elder Santos Batista Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Jade Oliveira Santos Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Antônio Oscar Santos Góes Universidade Estadual de Santa Cruz

Resumo

Diante da crescente curva dos acidentes de trabalho no Brasil, percebe-se a necessidade de estudar essa temática, especificamente no ambiente hospitalar. Pois, segundo as ciências ergonômicas e segurança do trabalho, este ambiente é, como outros poucos, onde identificamos riscos em potencial à saúde humana. Assim, o presente trabalho trata-se de uma pesquisa documental, com abordagem básica e cadência bibliográfica e tem por objetivo geral identificar as causas e ameaças mais frequentes  perante o profissional do setor hospitalar no que diz respeito ao risco de saúde ocupacional. Como resultados, realizou-se uma análise detalhada da literatura expondo os últimos acidentes ocorridos no meio hospitalar de modo a explicitar-se a existência do risco de maior constância – biológico – no setor em questão. Além disso, buscou-se conhecer o que a legislação contempla nas Normas Regulamentadoras (RN’s), especificamente a NR 32, que trata da segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde.

Palavras-Chave: Acidente Ocupacional. Ambiente Hospitalar. Saúde Ocupacional.

Biografia do Autor

Daniela Nunes dos Santos Ferreira, Universidade Estadual de Santa Cruz
Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas - DCET
Elder Santos Batista, Universidade Estadual de Santa Cruz
Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas - DCET
Jade Oliveira Santos, Universidade Estadual de Santa Cruz
Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas - DCET
Antônio Oscar Santos Góes, Universidade Estadual de Santa Cruz
Departamento de Ciências Administrativas e Contábeis

Referências

ALESSI, N. P. et al. Saúde e trabalho no sistema único de saúde. São Paulo: Hucitec, 1994.

Anuário Estatísco de Acidentes do Trabalho: AEAT 2014 / Ministério do Trabalho e Previdência Social [et al.]. – vol. 1 (2009). Brasília : MTPS, 2014. 990 p.

Anuário da Saúde do Trabalhador, Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômico (DIEESE). São Paulo, 2015.

BAKKE, H. A.; ARAÚJO, N. M. C. Acidentes de trabalho com profissionais de saúde de um hospital universitário. Produção, v. 20, n. 4, out./dez. 2010, p. 669-676.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de novembro 1990. Condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, Brasília, DF, nov. 1990.

BRASIL. Lei n. 8.213 de 24 de julho de 1991. Benefícios da Previdência Social e das outras providências, Brasília, DF, ago. 1991.

BRASIL, Segurança e medicina do trabalho. Coleção Manuais da Legislação. (52 ed.), São Paulo Brasil, Ed. Atlas, 2003.

DIAS, A. et al. Exposição ocupacional ao ruído e acidentes do trabalho. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n.10. p. 2125-2130, out. 2006.

F.B.M.O. Incidência de acidentes ocupacionais envolvendo profissionais de enfermagem em um hospital público. Revista Interdisciplinar NOVAFAPI, Teresina. v.4, n.3, p.39-43, Jul-Ago-Set. 2011.

LAURELL, A.C.; NOGUEIRA, M. Processo de produção e saúde. São Paulo: Hucitec, 1989.

MAURO, M.Y.C. et al. Condições de trabalho da enfermagem nas enfermarias de um hospital universitário. Escola Anna Nery. 2010, vol.14, n.2, p.244-252.

MENDES, R.; DIAS, E.C. Da medicina do trabalho à saúde do trabalhador. Rev. Saúde Pública, v. 25, n. 5, p. 341-349, 1991.

Ministério do Trabalho e Emprego. NR 32 – Segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde. Portaria nº 485, de 11 de novembro de 2005. Disponível em: <http://www.segurancanotrabalho.eng.br/nr/nr_32.pdf> . Acesso em: 29/06/17.

OLIVEIRA, B.R.G.; MUROFUSE, N.T Acidentes de trabalho e doença ocupacional: estudo sobre o conhecimento do trabalhador hospitalar dos riscos à saúde de seu trabalho. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 9, n. 1, p. 109-115, janeiro 2001.

PARMEGGIANI, L. Evolution of concepts and practices in occupational health. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MEDICINA DO TRABALHO, 5, 1987, Florianópolis. Anais. Florianópolis: ANMT, 1987.

ROBAZZI, M. L. C. C.; JÚNIOR, J. C. B. Proposta brasileira de normatização para os trabalhadores da saúde. Ciencia Y Enfermería Xi, 2005.

RUIZ, M. T.; BARBOZA, D. B.; SOLER, Z. A. S. G. Acidentes de trabalho: um estudo sobre esta ocorrência em um hospital geral. Revista Arquivos de Ciências da Saúde, v. 11, n. 4, p. 219-224, 2004.

SÊCCO, I. A. O.; ROBAZZI, M. L. C. C.; SHIMIZU, D. S.; RÚBIO M. M. S. Acidentes de trabalho típicos envolvendo trabalhadores de hospital universitário da região sul do Brasil: Epidemiologia e prevenção. Revista Latinho-Americana de Enfermagem, set. – out. 2008.

SILVA, VEF. Estudo sobre acidentes de trabalho ocorridos com trabalhadores de enfermagem de um hospital de ensino. 1988. 176p. Dissertação (Mestrado) - Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1988.

TEIXEIRA, S.F. Reforma sanitária: em busca de uma teoria. São Paulo: Cortez, 1989.

XELEGATI, R.; ROBAZZI, M. L. C. C. Riscos químicos a que estão submetidos os trabalhadores de enfermagem: uma revisão de literatura. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 11, n. 3, p. 350-356, 2003.

Publicado
2018-01-12