NOVAS CARREIRAS EM CONTRASTE COM FORMAS DE TRABALHO TRADICIONAIS: HOME OFFICE E FREELANCE

  • Rhanna Ellen Silva Almeida Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Rhannah Santos Brasil Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Ursulla dos Anjos Nogueira Universidade Estadual de Santa Cruz

Resumo

Desde o início do século XXI, o modo e o ambiente de trabalho têm sido alterados e desenvolvidos para que acompanhassem as novas demandas de mercado surgidas em virtude da globalização. Os avanços tecnológicos tiveram uma grande influência sobre a vida do trabalhador. O fluxo de informações, cada vez mais intenso, exige que o colaborador tenha mais tempo à disposição da empresa e também uma ampla qualificação para atender às novas e diferentes necessidades que surgem no dia a dia corporativo. Para alcançar mais satisfação dos clientes, as empresas investem mais nos colaboradores de forma que o desempenho de suas atribuições esteja sempre melhorando. Com essa perspectiva, a autonomia e a flexibilidade do colaborador tem aumentado e novas formas de trabalhar surgiram. O presente artigo discute as alterações ocorridas nessas estruturas de trabalho e no que elas resultaram, apresentando as características de duas modalidades: a de freelance e a de home office. Desta forma, conclui-se que as mudanças nas estruturas de trabalho são necessárias e que elas ocorrem tanto pela globalização quanto pelas mudanças na sociedade. Além disso, considera-se que essa nova estrutura tende a focar na melhoria da qualidade de vida e bem estar dos colaboradores, o que por sua vez, leva a um aumento na produção, tanto dos colaboradores quanto da empresa. Demonstra, também, que mesmo com todos os avanços tecnológicos, deve haver um investimento no capital humano de uma empresa, uma vez que ele não pode ser completamente substituído.

Palavras-chave: Novas formas de trabalho. Freelancer. Home-office. Globalização. Bem-estar dos colaboradores.

Biografia do Autor

Rhanna Ellen Silva Almeida, Universidade Estadual de Santa Cruz
Graduanda em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). E-mail: rhanna9545@gmail.com.
Rhannah Santos Brasil, Universidade Estadual de Santa Cruz
Graduanda em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). E-mail: rhannabrasil@gmail.com.
Ursulla dos Anjos Nogueira, Universidade Estadual de Santa Cruz
Graduanda em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). E-mail: ursulladosanjos@gmail.com.

Referências

BLACK, E. S; LYNCH, L. M. What’s driving economy? The Benefits of Workplace Innovation. University of California. [On-line]. Disponível em: http://escholarship.org/uc/item/5x37d6w8#page-3. Publicado em: 01 jun. 2003. Acesso em: 07 fev. 2016.

BUSINESS DICTIONARY. Freelance definition. [On-line]. Disponível em: http://www.businessdictionary.com/definition /freelance. Acesso em:14 ago. 2017.

CAMBRIDGE DICTIONARY. Home worker definition. [On-line]. Disponível em: http://dictionary.cambridge.org/dictionary/english/home-worker. Acesso em:14 ago. 2017

CARDOSO, A. C. M. Organização e intensificação do tempo de trabalho. Sociedade e Estado. V. 28, no. 2. Brasília: Departamento de Sociologia da Universidade de Brasília, 2013. [On-line]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-69922013000200009. Acesso em: 13 ago. 2017.

CARMO, D. R; SANTANA, L. C. de; TRIGO, A. C. A valorização do capital humano nas organizações: um estudo de caso da R&B Comercial. Vol 02, n° 02. Cairu: Revista de Iniciação Científica, 2015. P. 133-155. [On-line]. Disponível em: http://www.cairu.br/riccairu/pdf/artigos/2/09_VALORIZACAO_CAPITAL_HUMANO.pdf. Acesso em: 13 ago. 2017.

CARVALHO, de A. M. O impacto da tecnologia no mercado de trabalho e as mudanças no ambiente de produção. Evidência. Araxá: 2010, n.6. [On-line]. Disponível em: http://www.uniaraxa.edu.br/ojs/index.php/evidencia/article/view/215/201. Acesso em: 07 fev. 2016. p. 153-172.

CHIAVENATO, I. Comportamento organizacional: a dinâmica do sucesso das organizações. 3 ed. São Paulo: Manole, 2014.

FORBES. New Survey: freelance economy shows rapid growth. [On-line]. Disponível em: https://www.forbes.com/video/5159972740001/. Publicado em: 6 out. 2016. Acesso em: 15 ago. 2017.

FOX, K. O’CONNOR, J. Five ways work will change in the future. The Guardian. [On-line]. Disponível em: https://www.theguardian.com/society/2015/nov/29/five-ways-work-will-change-future-of-workplace-ai-cloud-retirement-remote. Publicado em: 29 nov. 2015. Acesso em: 07 mar. 2016.

HEERWAGEN, J; KAMPSCHROER, K; KELLY, K. The changing nature of organizations, work, and workplace. WBDG, a program of The National Institute of Building Sciences. [On-line]. Disponível em: https://www.wbdg.org/resources/chngorgwork.php. Publicado em: 10 mai. 2016. Acesso em: 25 jun. 2016.

JUNGUES, C. Um cantinho para o intervalo. Gazeta do Povo. [On-line]. Disponível em: http://www.gazetadopovo.com.br/economia/pos-e-carreira/um-cantinho-para-o-intervalo. Publicado em: 2013. Acesso em: 14 ago. 2017.

MAJ, K. New systems of work organization and workers’ health. V. 32. Scand J Work Environ Health, 2006. p.421-430. [On-line]. Disponível em: http://www.sjweh.fi/show_issue.php?issue_id=105. Acesso em: 25 jun. 2016.

MENEGHELLI, L. O ambiente das organizações na era da globalização. Instituto Catarinense de Pós-Graduação. [On-line]. Disponível em: http://www.posuniasselvi.com.br/artigos/rev01-03.pdf. Publicado em: 23 out. 2008. Acesso em: 07 fev. 2016.

MIOZZO, J. 7 empresas que investem no bem-estar dos funcionários no Brasil. Info Money. [On-line]. Disponível em: http://www.infomoney.com.br/carreira/noticia/5634133/empresas-que-investem-bem-estar-dos-funcionarios-brasil. Publicado em: 11 out. 2016. Acesso em: 14 ago. 2017.

MOREIRA, W. O fim do plano de carreira nas empresas. Caput Consultoria. [On-line]. Disponível em: http://caputconsultoria.com.br/artigos288-o-fim-do-plano-de-carreira-nas-empresas/. Publicado em: 2016. Acesso em: 12 ago. 2017.

OUYE J. A. Five trends that are dramatically changing work and the workplace. Knoll Workplace Research, 2010. 14 p. [On-line]. Disponível em: https://www.knoll.com/media/18/144/WP_FiveTrends.pdf. Acesso em: 07 fev. 2016.

SONNENTAG, S. Psychological detachment from work during leisure time: the benefits of mentally disengaging from work. SAGE Journals. [On-line]. Disponível em: http://journals.sagepub.com/doi/10.1177/0963721411434979. Publicado em: 20 mar. 2012. Acesso em: 08 fev. 2016.

TEMENT, S. New ways of working and their effects: a personal issue or a corporate social responsibility concern? University of Maribor. [On-line]. Disponível em: http://www.irdo.si/skupni-cd/cdji/cd-irdo-2014/referati/b-tement.pdf. Publicado em: 2014. Acesso em: 08 fev. 2016.

Publicado
2017-12-14