O PERFIL DO ENOTURISTA NA REGIÃO DEMARCADA DO DOURO:

O Caso da Quinta da Gaivosa

  • Sofia Coelho Universidade Lusófona do Porto
  • Jorge Remondes ISVOUGA - Instituto Superior de Entre Douro e Vouga
  • António Pedro Costa Universidade de Aveiro Aveiro

Resumo

O objetivo deste estudo visa determinar o perfil do enoturista na Região Demarcada do Douro, em Portugal, nomeadamente na Quinta da Gaivosa. Fez-se primeiro uma revisão da literatura centrada na temática do enoturismo, principalmente na Região em estudo e, posteriormente, construiu-se um questionário que foi aplicado junto de 75 enoturistas que se deslocaram à Quinta da Gaivosa. Os resultados mostram que os enoturistas entrevistados são predominantemente homens a residir em Portugal, com uma idade intermédia, trabalhadores por conta de outrém, com elevado poder de compra, bem como detentores de formação superior.  Por outro lado,  os enoturistas consomem regularmente vinho e visitam normalmente, acompanhados pela família, quintas vinícolas duas a três vezes por ano. As suas principais motivações para a prática do enoturismo são as provas de vinhos, aprender mais sobre vinhos, o processo de produção, e visitar caves/adegas.

Biografia do Autor

Jorge Remondes, ISVOUGA - Instituto Superior de Entre Douro e Vouga

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5259-4379

António Pedro Costa, Universidade de Aveiro Aveiro

Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores, Departamento de Educação e Psicologia.

https://orcid.org/0000-0002-4644-5879

Publicado
2021-10-19