DESTINOS TURÍSTICOS INTELIGENTES E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA CIENTÍFICA SOBRE O EQUILÍBRIO ENTRE OS PILARES AMBIENTAL, ECONÔMICO E SOCIAL DA SUSTENTABILIDADE

  • Luciano Aparecido Nascimento Machado UFSC/EGC

Resumo

A partir da aplicação dos conceitos ligados a proposta das Smart cities os Destinos turísticos Inteligentes emergem no setor turístico em âmbito mundial. Fundamentado sobre os pilares da Inovação, da tecnologia, da acessibilidade e da sustentabilidade, esta abordagem ganha força. A sustentabilidade intrínseca a esses projetos tem sido abordada de forma inadequada em estudos científicos. Frente a emergente produção científica sobre destinos turísticos inteligentes, o objetivo deste artigo é apontar a tendência destas pesquisas no que tange os pilares da sustentabilidade: ambiental, social e econômico. Para tanto, foi realizada uma revisão sistemática da literatura de caráter descritivo e exploratório a partir das consultas realizadas nas bases de dados, Web of Science- Wos, Scopus e Scielo. A amostra estudada nesta revisão aponta que a questão ambiental é privilegiada frente aos demais pilares. Observa-se que este destaque se baseia na melhoria da imagem e competitividade dos destinos turísticos que chancelados sob a sustentabilidade são mais atrativos. A lacuna verificada na literatura sobre uma abordagem completa da sustentabilidade em suas três dimensões é uma das contribuições deste trabalho.

Publicado
2020-09-24