EDUCAÇÃO QUILOMBOLA E TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA

POSSÍVEIS DIALÓGOS NA COMUNIDADE DO QUINGOMA

  • Tássio Simões Cardoso Universidade do Estado da Bahia
  • Natanael Reis Bomfim Universidade do Estado da Bahia - UNEB

Resumo

Neste artigo buscamos problematizar uma educação quilombola, a partir das práticas e saberes desenvolvidas na comunidade do Quingoma (Ba), e sua contribuição para inpulsionar o Turismo de Base Comunitária (TBC). Para tanto, fizemos uma pesquisa de abordagem bibliográfica/documental onde para atender ao objetivo desse artigo, recorremos aos textos de artigos, livros e documentos oficiais. Para a investigação empírica, também utilizamos a técnica da observação participante, o questionário e a realização de um grupo focal na comunidade em questão. Desse modo, apresentamos propositivas de intervenção e apontamos que os princípios da Educação Quilombola e TBC sejam articulados e utilizados como ferramentas para a sustentabilidade do modo de vida das comunidades tradicionais.

Biografia do Autor

Tássio Simões Cardoso, Universidade do Estado da Bahia

Graduado em História, Professor Concursado do Município de Lauro de Freitas/Bahia, Doutorado em Edcuação e Contenporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia, membro do Grupo, Interdisciplinar de Pesquisa em Representações, Educação e Sustentabilidade – GIPRES

Publicado
2020-09-24