Palavras de luz e sombra: formas de subversão em Rútilo nada, uma narrativa de Hilda Hilst

  • Maykol Vespucci Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Palavras-chave: Hilda Hilst, Queer, Literatura Brasileira.

Resumo

Rútilo nada, publicado por Hilda Hilst em 1993, desenha um retrato do relacionamento entre os personagens Lucius e Lucas. A narrativa, iniciada com a morte do segundo, entrecruza tempos numa tentativa de nos apresentar o percurso da relação, de seu início ao fim. Por todo o texto, discursos que buscam firmar uma heteronormatividade reprodutora se impõem sobre os dois personagens, com consequências na ordem do psicológico e do físico. A palavra hilstiana, como representação dessa subversão de normas impostas, constrói-se por uma mudança constante na forma, passeando entre gêneros textuais, sem nunca se fixar em um específico. Emergem, assim, questões ligadas a discursos sexuais vigentes e à fuga deles. Nessa construção textual aparentemente desorganizada, imagens de luz e sombra surgem para nos fazer ver certos aspectos enquanto nos esconde outros na limitação da palavra em definir características do humano que habitam o espaço do inenarrável

Biografia do Autor

Maykol Vespucci, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Possui graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás (2012) e mestrado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2017). Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo e Editoração

Referências

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história na cultura. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987. (Obras escolhidas, v. 1).

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

______. Bodies that matter: on the discursive limits of “sex”. Nova Iorque: Routledge, 1993.

DADALTO, Weverson. Muros de linguagem em Rútilo Nada, de Hilda Hilst. Revista Contexto, Vitória, v. 2, n. 18, p. 131-155, 2010.

HALBERSTAM, Judith Jack. Repensando o sexo e o gênero. In: MISKOLCI, Richard; PELÚCIO, Larissa (org.). Discursos fora de ordem: sexualidades, saberes e direitos. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2012. p. 125-137.

HILST, Hilda. Rútilo nada. In: ______. Rútilos. São Paulo: Globo, 2003. p. 79-103.

SAUSSURE, Ferndinand de. Curso de linguística geral. São Paulo: Cutrix, 2006.

Publicado
2018-11-05