universidade aberta para a terceira idade: a construção de saberes para um novo olhar sobre a velhice

  • Rita de Cássia da Silva Oliveira
  • Flávia da Silva Oliveira
  • Paola Andressa Scortegagna

Resumo

A universidade, ao desempenhar as suas funções de ensino, pesquisa e extensão, diante da realidade efervescente no Brasil qual seja, o envelhecimento da população que tem provocado mudanças significativas na pirâmide demográfica, abre gradativamente espaço pedagógico e assume sua responsabilidade social acolhendo os idosos em diferentes intervenções educativas, programas, cursos e projetos. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica e este artigo objetiva refletir sobre a educação permanente enquanto pressuposto teórico fundamental para a criação da Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI) na Universidade Estadual de Ponta Grossa; resgatar a história da criação e implementação da UATI; identificar as políticas públicas para o idoso, sob o recorte educacional, explicitar os objetivos e a estrutura deste projeto extensionista que está institucionalizado. A UATI/UEPG oferece diferentes atividades aos idosos, distribuídas em quatro grandes eixos: saúde, nutrição e qualidade de vida; cultura e arte; esporte e lazer; direito, empoderamento e cidadania. A UATI voltada para os objetivos de contribuir para uma melhor qualidade de vida do idoso, valorizar e elevar a auto estima desta faixa etária, proporcionar a aquisição de conhecimentos e informações, atualizar o idoso para poder usufruir da sua cidadania e em decorrência maior inserção, participação familiar e social, tem conquistado êxito, reconhecimento institucional e da sociedade em seus 19 anos de existência.

Publicado
2014-08-07
Seção
Artigos