A autointertextualidade em Galiléia, de Ronaldo Correia de Brito

  • Rosângela da Silva Oliveira

Resumo

Este trabalho apresenta um estudo do romance Galiléia, do escritor Ronaldo Correia de Brito, que foi lançado no ano de 2008 pela editora Alfaguara. Como foco central da pesquisa, foi desenvolvida uma análise referente à autointertextualidade entre o primeiro romance do autor cearense e seus contos intitulados “Faca”, do ano de 2003, e “O que veio de longe”, de 2005, já que a autointertextualidade pode ser vista entre os textos por meio de diferentes aspectos, tanto pela retomada dos personagens principais quanto pelos elementos que caracterizam o espaço.
Publicado
2016-05-24