Detecção precose do câncer infantojuvenil: experiência de capacitação primária em Ilhéus - Bahia

  • Gesael Passos
  • Larissa Passos
  • Thassiane Stolze
  • Crislena Brasil
  • Antonio Oliveira
  • Leonardo Freitas
  • Allyson Almeida Amaral
  • Fernanda Souza
  • Semírades Bittencourt
  • Thiago Nogueira
  • Tereza Cristina Cardoso Fonseca
Palavras-chave: Câncer infantojuvenil, Atenção primária à saúde, Capacitação em serviço

Resumo

Capacitar os profissionais das equipes da Estratégia de Saúde da Família (ESF) de Ilhéus, Bahia, para identificar, precocemente, os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil e estabelecer uma rede de referência com a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), chaves do Projeto Detecção Precoce: o caminho mais curto para a cura do câncer infantojuvenil, possibilitou a capacitação de profi ssionais da Atenção Primária através da metodologia da problematização, com exibição de vídeos, depoimentos e discussões sobre o tema. Assim, foram realizados pré-testes e pós-testes para avaliar o conhecimento inicial dos participantes adquirido durante o processo, e contabilizados os encaminhamentos de casos suspeitos do câncer infantojuvenil entre os anos de 2009 a 2011. Foram capacitadas, em 2010, todas as equipes da ESF das zonas urbana e rural de Ilhéus (23) e 193 profissionais de saúde. O índice geral de acertos dos pré-testes foi de 73,5%, e pós-testes, 83,5%. Em 2009, foram encaminhados três casos de câncer. Já em 2010, foram sete casos, destes seis tiveram diagnóstico confirmado de neoplasia. Em 2011, até junho foram cinco casos. Destes, quatro tiveram diagnóstico confirmado. Houve aumento do conhecimento dos profissionais capacitados acerca do câncer infantojuvenil e nos encaminhamentos de casos suspeitos ao UNACON.

Publicado
2014-07-11