Igreja e escravidão africana no Brasil Colonial

  • Anderson José Machado de Oliveira Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Catequese, Escravidão africana, Sociedade do Antigo Regime, Culto dos Santos.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo discutir a visão da Igreja Católica sobre a escravidão africana, no Brasil Colonial, no que tange ao seu discurso de legitimação do cativeiro africano e às formas de inserção subordinada do negro na sociedade colonial brasileira por meio da ação da catequese. Neste sentido, também procura analisar a estruturação de um projeto de catequese, formulado pela Ordem do Carmo, que, através do estímulo ao culto de “santos pretos”, visava oferecer à população negra modelos de virtudes cristãs a serem seguidos, de forma a garantir a hegemonia da Igreja e do Estado sobre aquela população.

Publicado
2015-10-08