A retórica escravista: as emoções no discurso das cartas de Alencar a favor da escravidão

  • Mírian Lúcia Brandão Mendes Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Palavras-chave: Cartas. Discurso. Escravidão. Retórica.

Resumo

O presente artigo apresenta algumas reflexões acerca da retórica escravista, em específico, as cartas enviadas por José de Alencar ao Imperador D. Pedro II, sob o título de Cartas de Erasmo de Roterdã, nas quais o escritor defende a manutenção da escravidão no Brasil. As referidas cartas foram publicadas pela editora Hedra, em livro organizado pelo jornalista Tamis Parron, no ano de 2008. Para analisar os procedimentos e estratégias retóricas utilizados na construção discursiva das cartas, serão consideradas as emoções no processo argumentativo, como colocadas por Barthes (2001), além dos conceitos sobre ethos e pathos propostos por Dominique Maingueneau (2008).
Publicado
2015-05-08
Como Citar
Mendes, M. L. (2015). A retórica escravista: as emoções no discurso das cartas de Alencar a favor da escravidão. Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 7(1), 183-194. Recuperado de http://periodicos.uesc.br/index.php/eidea/article/view/495
Seção
Artigos