Ethos racista de cor no futebol brasileiro: uma construção histórico-ideológica

Palavras-chave: Ethos, Racismo, Futebol

Resumo

Objetiva-se examinar as representações histórico-ideológicas racistas de cor, produzidas no cenário do futebol brasileiro, referendando-se no seguinte problema de pesquisa: de que maneira o negro pode construir uma imagem positiva de si, se os discursos emergentes o colocam num lugar vazio, sem reconhecimento social, até mesmo no âmbito de um território convencionalmente construído como seu? Ancora-se na hipótese de que o ethos racista no futebol é uma construção histórico-ideológica, uma estereotipagem, gestada nas instâncias discursivas quotidianas do negro, em suas múltiplas relações com o outro. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, alicerçada na Análise do Discurso. Para tanto, fundamenta-se teórico-metodologicamente em Amossy (2007; 2008) e na visão de ethos apresentada por Maingueneau (2008a; 2008b), numa dialogicidade com teóricos das Ciências Humanas e Sociais pertinentes ao racismo de cor: Guimarães (2004; 2008), Munanga (2006) e outros de extrema relevância como Bourdieu (2011), no que tange às concepções de território e fronteira.

Referências

AMOSSY, Ruth. O lugar da argumentação na análise do discurso: abordagens e desafios contemporâneos. Tradução: Adriana Zavaglia. Filologia e Linguística Portuguesa, n. 9, 2007, p. 121-146.

AMOSSY, Ruth. O ethos na intersecção das disciplinas: retórica, pragmática, sociologia dos campos. In: Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008. p. 119-144.

BOURDIEU, Pierre. o novo mapa do mundo. In: A sociologia e o mundo moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

CARVALHO, José Jorge. Racismo fenotípico e estéticas da segunda pele. Revista Cinética. Brasília: UnB, 2008.

CONCEIÇÃO, José Maria Nunes Pereira. África: um novo olhar. Rio de Janeiro: CEAP, 2006.

EGGS, Ekkehard. Ethos aristotélico, convicção e pragmática moderna. In: AMOSSY, Ruth (Org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. São Paulo: Cortez, 2007.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio. Preconceito racial: modos, temas e tempos. São Paulo: Cortez, 2008.

GUIMARÃES, Antônio Sérgio. Preconceito e Discriminação. São Paulo: Editora 34, 2004.

MAGALHÃES, Ana Lúcia. Artimanhas do ethos. In: FERREIRA, Luiz Antonio (Org.). Inteligência retórica: o ethos. São Paulo: Blucher, 2019. p. 29-44.

MAINGUENEAU, Dominique. Imagem de autor: não há autor sem imagem. In: POSSENTI, Sírio; SOUZA-E-SILVA, Maria Cecília Perez de (Org.). Doze conceitos em análise do discurso. Tradução: Adail Sobral et al. São Paulo: Parábola Editorial, 2010. p. 139-156.

MAINGUENEAU, Dominique. Ethos, cenografia, incorporação. In: AMOSSY, Ruth. Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008a. p. 69-92.

MAINGUENEAU, Dominique. Discurso e Análise do Discurso. In: SIGNORINI, Inês. Rediscutir texto, gênero e discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008b. p. 135-155.

MAINGUENEAU, Dominique. Discurso literário. São Paulo: Contexto, 2018a.

MAINGUENEAU, Dominique. Retorno crítico à noção de ethos. Revista Letras de Hoje, v. 53, n. 3, p. 321-330, 2018b.

MUNANGA, Kabengele. Construção da identidade negra no contexto da globalização. In: RIBEIRO, Gilvan; BRUNO, Renato (Org.). Vozes (além) da África. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2006. p. 18-41.

NASCIMENTO, Jarbas Vargas. Em torno do ethos discursivo e de questões de identidade. In: Inteligência retórica: o ethos. In: FERREIRA, Luiz Antonio (Org.). São Paulo: Blucher, 2019. p. 45-62.

OLIVEIRA, Mirian Ribeiro de. O discurso do branco e para o branco: uma análise discursiva de rótulos e propagandas. 2011. 228fl. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa, 2011.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil (1870-1930). São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SOARES, Alexandre Ferrari. Maingueneau. In: OLIVEIRA, Luciano Amaral. Estudos do Discurso: perspectivas teóricas. São Paulo: Parábola Editorial, 2013. p. 261-279.

SOUZA, Neusa Santos. Tornar-se negro: as vicissitudes da identidade do negro brasileiro em ascensão social. Rio de janeiro: Edições Graal, 1983.

Publicado
2020-05-07
Como Citar
Ribeiro de Oliveira, M. (2020). Ethos racista de cor no futebol brasileiro: uma construção histórico-ideológica. EID&A - Revista Eletrônica De Estudos Integrados Em Discurso E Argumentação, 20(1), 203-224. https://doi.org/10.17648/eidea-20-2611
Seção
Artigos Inéditos