A ameaça como último recurso argumentativo em audiências de conciliação no PROCON

  • Amitza Torres Vieira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Rogéria Tarocco Santos Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Ameaça. Argumentação. Situação de Conflito. Audiência de Conciliação.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar as ameaças produzidas no PROCON. Nesse contexto, o fato de o reclamante e o reclamado apresentarem posições diferentes acerca da reclamação gera um embate de ideias no qual cada participante busca sustentar seu ponto de vista por meio de argumentos. Com base no modelo interacional de argumentação proposto por Schiffrin (1987) e nos movimentos argumentativos encontrados por Barletta (2014), este estudo buscou averiguar se, no PROCON, as ameaças são utilizadas como estratégias argumentativas. A análise do presente estudo é de natureza qualitativa e interpretativa (DENZIN e LINCOLN, 2000), com base em dados reais de fala, transcritos segundo as convenções do modelo Jefferson (1974). Os resultados mostram que, quando cada parte sustenta seu ponto de vista e não se mostra disposta à formulação do acordo, a ameaça pode ser utilizada como último recurso argumentativo a fim de estabelecer a resolução do conflito.

Publicado
2018-07-15
Seção
Artigos Inéditos