Carne é Friboi? Análise discursiva de uma campanha publicitária no Facebook

Palavras-chave: Discurso. Campanha publicitária. Formação Discursiva. Condições de produção.

Resumo

As campanhas publicitárias movimentam saberes que são reproduzidos pelo sujeito ao utilizar a linguagem. Este sujeito, atravessado pela ideologia, indica sua posição frente ao dizer, deixando rastros das possíveis relações de forças que se estabelecem a partir da publicidade. Neste estudo, buscamos analisar discursivamente, à luz da Análise de Discurso de filiação pecheuxtiana, os efeitos de sentido produzidos a partir da imagem e de dois enunciados presentes na publicidade da empresa Friboi: “O açougue tem Friboi?” e “Então você pode confiar”. Para a análise, consideramos algumas noções primordiais para a interpretação como: discurso, sujeito, formação discursiva e condições de produção. Com este trabalho, esperamos evidenciar, por meio das condições de produção, os prováveis efeitos de sentido produzidos em diferentes formações discursivas configuradas.

Biografia do Autor

Ane Cristina Thurow, Universidade Católica de Pelotas
É doutoranda, bolsista PROSUP/ CAPES, pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Católica de Pelotas (PPGL/ UCPel). Mestre em Letras com ênfase em Linguística Aplicada pelo mesmo programa (PPGL/ UCPel) e especialista pelo Curso de Pós-graduação Lato Senso em Linguagens Verbais e Visuais e suas Tecnologias - IFSUL. Bacharel em Psicologia e licenciada em Letras (Português/ Espanhol/ Inglês) e respectivas Literaturas pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). É membro do LEAD (Laboratório de Estudos em Análise de Discurso), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Letras da UCPel, onde desenvolve atividades de pesquisa na linha "Discurso, ideologia e inconsciente". Foi professora concursada da rede pública de Ensino Fundamental na cidade de Pelotas. Recebeu bolsa de estudos PROSUP/CAPES para o mestrado e o doutorado. Atuou como pesquisadora de Iniciação Científica pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pelo Programa de Iniciação Científica (BIC/ UCPel). Tem experiência na área de Linguística com ênfase em Análise de Discurso e em Linguística Cognitiva, produzindo trabalhos relacionados aos seguintes temas: discurso, metáfora, (inter)subjetividade, efeitos de sentido, gênero, corpo e obesidade.
Ercília Ana Cazarin, Universidade Católica de Pelotas
Graduada em Letras Licenciatura Plena pela Faculdade de Formação de Professores e Especialistas de Educação de Camaquã (1986). Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de Santo Ângelo (1976). Graduada em Letras (Licenciatura Curta) pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Santo Ângelo (1976). Mestre (1997) e doutora (2004) em Letras, na área de Teorias do Texto e do Discurso na Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.Pesquisadora na área de Análise do Discurso. Professora no Programa de Pós-Graduação da Universidade Católica de Pelotas - UCPEL. É membro do Laboratório de Estudos em Análise do Discurso (LEAD- UCPEL) e do Grupo de Estudos em Análise do Discurso - GEPAD da UFRGS. De 1993 a 2010, dedicou-se à análise do discurso de Lula, tendo um arquivo que se inicia em 1978, quando da eclosão das greves do ABC Paulista. Atualmente desenvolve o projeto de pesquisa "A ANÁLISE DE DISCURSO: em busca de contribuições à teoria". Publicou os livros Heterogeneidade discursiva: relações e efeitos de sentido do discurso-outro no discurso político de L. I. Lula da Silva (1998) e Identificação e representação política: uma análise do discurso de Lula (2005), ambos pela Editora Unijuí. Tem vários artigos e capítulos de livros publicados. É uma das organizadoras dos livros Ensino e aprendizagem de línguas: língua portuguesa. Ed. Unijuí; Práticas discursivas e identitárias: sujeito e língua. Editora Nova Prova, Porto Alegre; Língua, escola e mídia: en(tre)laçando teorias, conceitos e metodologias. Editora da UPF (2011).
Jeferson da Silva Schneider, Universidade Católica de Pelotas
Atualmente, é coordenador do curso de Letras e professor Assistente III da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e professor II concursado na Prefeitura Municipal de Pelotas. Mestre em Letras pelo Programa de Pós-Graduação em Letras - com ênfase em Linguística Aplicada, na Universidade Católica de Pelotas (PPGL/UCPel). Especialista em Linguagens Verbais e Visuais e suas Tecnologias pelo Curso de Pós-graduação Latu Senso - IFSUL. Graduado no curso de Licenciatura Plena em Letras- Português/Francês pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Foi professor substituto do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) - campus CaVG e professor conteudista pelo Programa e-Tec Idiomas. Lecionou Língua Portuguesa e Literatura para o Ensino Médio no Colégio São José e Língua Portuguesa para o Ensino Fundamental na Escola Mario Quintana. Ainda, foi Tutor a Distância do Curso de Pós-graduação Mídias na Educação e professor substituto do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) - campus Pelotas de 2009 a 2011. Foi professor adjunto da Universidade de Caxias do Sul (UCS), sendo responsável pela disciplina de Língua Francesa dentro do programa de Línguas Estrangeiras (PLE).Tem experiência em pesquisa na área de aquisição de Línguas Estrangeiras, Língua Materna e Linguística Aplicada com trabalhos publicados em diversas áreas.
Publicado
2017-12-28
Seção
Artigos Inéditos