"Só passando por cima do meu cadáver": uma análise do discurso de Eduardo Cunha sobre a legalização do aborto

  • Camilla Ramalho Duarte Universidade Federal Fluminense
  • Rosane Santos Mauro Monnerat Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Aborto. Política. Semiolinguística. Eduardo Cunha.

Resumo

A legalização do aborto é, ainda, tema tabu na sociedade brasileira, ainda mais para o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Pensando, então, na dificuldade de separar política e religião é que este trabalho se justifica, pois tem como objetivo analisar as declarações pró-criminalização do aborto, feitas pelo político. Para tal, tem-se como ponto de partida a Teoria Semiolinguística de Análise do Discurso, cunhada por Patrick Charaudeau, no que tange aos sujeitos do ato de linguagem e suas identidades, que determinarão “quem fala com quem”. Recorrer-se-á, ainda, à noção de ethos, recuperada da tradição aristotélica, que tem a ver com a construção da imagem de si que o sujeito faz discursivamente. Assim, pode-se pensar que as declarações do ex-congressista se tornaram mote para uma discussão relevante sobre a legalização do aborto, mostrando o quanto o discurso político influencia as decisões tomadas pelo Congresso e a vida da população brasileira.

Biografia do Autor

Camilla Ramalho Duarte, Universidade Federal Fluminense
Possui graduação em Letras - Português/Literaturas - pela Universidade Federal Fluminense (2011). Pós-graduada em Ensino de Língua Portuguesa pela Universidade Federal Fluminense (2014). Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal Fluminense (2016). Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal Fluminense. Tutora a distância da disciplina Português IV pelo CEDERJ/UFF. Atuou como professora do Ensino Fundamental II do Centro Educacional Alzira Bittencourt; como professora do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio da Associação Educacional de Niterói; como professora do Ensino Fundamental II do Colégio Paulo Freire. Possui experiência na área de Educação, Linguística, Língua Portuguesa e Análise do Discurso com ênfase em Semiolinguística.
Rosane Santos Mauro Monnerat, Universidade Federal Fluminense
Professor Titular da Universidade Federal Fluminense. Possui Graduação em Letras pela Universidade Federal Fluminense (1974), Mestrado em Letras pela Universidade Federal Fluminense (1983), Doutorado em Letras (Letras Vernáculas / Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), tendo concluído Pós-Doutorado na Universidade Federal de Minas Gerais (agosto de 2007). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: A interface texto / gramática; Linguística Textual; Análise do do Discurso; Imaginários sociais; Ideologia; Discurso publicitário. É líder do grupo de pesquisa "Interação verbal, identidades e práticas discursivas
Publicado
2017-12-28
Seção
Artigos Inéditos