As relações sanguineas e as discursivizações em torno da família: um estudo a partir dos aportes teóricos da análise materialista do discurso

  • Iraneide Santos Costa Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Análise Materialista do Discurso. Pais. Filho. Relações sanguíneas.

Resumo

Este trabalho delineia-se a partir do seguinte problema: até que ponto as relações sanguíneas são determinantes nas discursivizações em torno do pai, da mãe e do filho? Está ancorado teórico e metodologicamente nos postulados foucaultianos e na Análise Materialista do Discurso, estando as nossas reflexões embasadas precipuamente no que esta teoria estabelece como sentido, sujeito e memória. Quanto ao corpus, optou-se por analisar textos midiáticos, tendo em vista que é a mídia uma prática discursiva identitária, constituindo-se, assim, esse universo em uma vasta riqueza analítica. Em nossas análises das materialidades selecionadas, constata-se que se legitima um discurso de acordo com o qual os “laços de sangue” são cruciais na determinação [qualificação?] das relações familiares.
Publicado
2017-07-19
Seção
Artigos Inéditos