A orientação argumentativa dos modalizadores avaliativos

  • Francisca Janete da Silva Adelino Universidade Federal da Paraíba
  • Erivaldo Pereira do Nascimento Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Modalização avaliativa. Argumentação. Entrevista de seleção de emprego.

Resumo

Este estudo analisa a orientação argumentativa dos modalizadores avaliativos em entrevistas de seleção de emprego, adotando a concepção de argumentação como orientação discursiva, proposta por Ducrot (1988) e colaboradores, mas fundamenta-se, principalmente, nos estudos sobre a modalização discursiva, a partir de diferentes autores. Apresenta uma natureza qualitativa, de caráter descritivo e de base interpretativa. De modo mais preciso, orienta-se pelas seguintes questões: (i) que modalizadores avaliativos são usados na construção do gênero entrevista de seleção de emprego?; e (ii) como tais modalizadores avaliativos são mobilizados de modo a construir a argumentatividade nas/das entrevistas? A análise realizada no corpus, constituída por 22 entrevistas de seleção de emprego, constatou a mobilização de adjetivos, advérbios, expressões adverbiais, orações adjetivas, entre outros elementos linguísticos, funcionando como modalizadores discursivos no gênero em estudo, orientando argumentativamente os enunciados, no sentido de expressar juízos de valor ou apresentar uma justificativa a respeito do conteúdo proposicional.

Biografia do Autor

Francisca Janete da Silva Adelino, Universidade Federal da Paraíba
Doutora em Linguística pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Professora Adjunto II da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). 
Erivaldo Pereira do Nascimento, Universidade Federal da Paraíba
Doutor em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Professor Associado da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), membro do Programa de Pós-Graduação em Linguística e do Programa de Mestrado Profissional em Letras (PROFLETRAS/UFPB). 
Publicado
2017-07-19
Seção
Artigos Inéditos