Para além do narrar: procedimentos retórico-argumentativos empregados em biografias nacionais

  • Mariana Ramalho Procópio Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Biografias. Argumentação. Retórica. Dimensão argumentativa.

Resumo

Biografias se configuram como um gênero discursivo majoritariamente narrativo e com a incidência expressiva de procedimentos descritivos em sua constituição. Neste artigo, pretendemos, como objetivo central, identificar um fazer argumentativo nas biografias, mesmo sem elas possuírem um dispositivo argumentativo formalmente demarcado. Ancoramo-nos na concepção de dimensão argumentativa de Ruth Amossy (2006) e também em algumas orientações retóricas quanto aos discursos epidíticos, conforme abordagem retórica de Perelman e Olbrechts-Tyteca (1996), para quem o gênero epidítico apresenta as seguintes funções: (i) permitir a identificação do auditório, (ii) reforçar valores, (iii) despertar emoções e (iv) provocar ações. Identificadas tais funções, tentaremos mostrar como elas se materializam nas biografias nacionais contemporâneas.

Biografia do Autor

Mariana Ramalho Procópio, Universidade Federal de Viçosa
Professora Adjunto do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Viçosa. Doutora e Mestre em Estudos Linguísticos pela FALE/UFMG.
Publicado
2017-07-19
Seção
Artigos Inéditos