ELAS SIM! MULHERES E PODER: A REALIDADE DE LÍDERES MUNDIAIS

  • Cristina C Freitas Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Acácia Barbosa Mota

Resumo

Este trabalho tem os seguintes objetivos: observar de que forma o aumento da maior participação de mulheres em cargos de poder contribui para que haja mais mulheres líderes nas mais diversas esferas; traçar um perfil das vinte mulheres mais poderosas do mundo, de acordo com o critério de avaliação da Revista Forbes (2017); e analisar o perfil dessas mulheres, em sua inserção política, social e econômica. A fim de atingirmos os objetivos propostos, partimos da evolução do conceito de gênero e Direitos Humanos, analisamos como estes foram desenvolvidos e demonstramos, por fim, a importância da igualdade de direitos e da equidade de gênero no mundo atual. Entendemos que a maior participação feminina em esferas de poder possa diminuir as desigualdades de gênero e capacitar mais mulheres empreendedoras, nas mais diversas esferas sociais, desde líderes de comunidades até líderes de grandes organizações governamentais e não-governamentais. Para tal, optamos pela metodologia de pesquisa exploratória, que proporciona uma maior familiaridade com o problema, e pela pesquisa bibliográfica, na busca e alocação de conhecimentos já existentes sobre o tema. Para o desenvolvimento da análise, nos baseamos nas reflexões de: Agenda 2030 da ONU, Jesus Júnior (2014), Sen (2010), Keske et al. (2017), dentre outros.

 Palavras-chave: Gênero. Direitos Humanos. Empoderamento.

Publicado
2020-12-03
Seção
Artigos